Ações do Sindimed-BA em Juazeiro

Postada em 1 de dezembro de 2020 as 12:28
Compartilhe:


O Sindimed-BA, representado por sua presidente, Dra. Ana Rita de Luna, se reuniu com o corpo clínico do Hospital Regional de Juazeiro para apresentar um resumo do que foi discutido no encontro com o representante da Sesab, Sr. Vitor Lavinsky, e com o diretor médico do Hospital Regional de Juazeiro, José Antonio Bandeira.

Na ocasião da reunião com o representante da Sesab foram cobrados os principais pontos que preocupam o corpo clínico do HRJ, dentre eles o atraso salarial e a volta dos médicos que foram demitidos pelo APMI, inclusive hematologistas e infectologistas. Hoje, por conta das demissões, o hospital de Juazeiro encontra-se desfalcado, não dispondo de atendimento nessas especialidades.

Além disso, foi solicitado ao Sr. Vitor Lavinsky, que sensibilize a Organização Social Irmã Dulce (Osid), no sentido de que mantenha os vínculos celetistas, preferência preponderante dos médicos da região. Chegou ao sindicato relatos de vários médicos, que foram obrigados pelo APMI a fazerem contrato por PJ, mesmo estes tendo preferência pela CLT. O representante da Sesab pediu, então, a lista desses médicos para buscar, junto à Osid, a mudança para regime celetista. A advogada da região, Dra. Ana Augusta ficou de encaminhar essa lista.

Encontro com o corpo clínico

No encontro com os médicos do hospital ficou acertado que o Sindimed-BA apresentará à Sesab um ofício, colocando os pontos que foram acordados nesta primeira conversa. Também será lançado um edital específico, com esses mesmos pontos, convocando corpo clínico do hospital de juazeiro para uma assembleia, por teleconferência. Essa assembleia contará com a presença da advogada que representa os médicos do hospital, Dra. Ana Augusta, e um representante do corpo jurídico do Sindicato dos médicos. A ideia é aprofundar a discussão dos pontos de interesse e coordenar as ações a serem tomadas a partir de então.

O Sindicato reiterou, na ocasião, a preocupação de manter os postos de trabalho dos médicos que estão na linha de frente, seja emergência, enfermaria e UTI, bem como ambulatórios para que não haja demissão por causa da mudança de gestor.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Seguro Saúde

Perdeu seu posto de trabalho?

COVID-19 EPIs

Denuncie quem não paga:




Acompanhe o Sindimed:

    


  • sindimed.com.br ©2019 Todos os direitos reservados.