Assembleia Permanente: Sindimed dialoga com médicos em unidades de saúde da Sesab

Postada em 19 de dezembro de 2018 as 19:51
Compartilhe:


 

Categoria se reúne hoje (19) às 19h na sede do Sindimed para discutir ataques do governo Rui Costa

Os diretores do Sindimed estiveram mobilizados esta manhã, realizando visitas em unidades de saúde da Sesab. Eles dialogaram com os médicos que estavam em atividade sobre a importância de estarem presentes na Assembleia Permanente desta quarta-feira, às 19h, no Sindicato, quando serão discutidos o corte de investimento do Planserv, atraso na recomposição salarial e o aumento abusivo da contribuição previdenciária, ações que estão previstas na reforma administrativa de Rui Costa, aprovada na última semana.

Dr. Augusto Jesuíno e Dra Izabella Athayde convocam médicos para assembleia permanente

As maternidades Tsylla Balbino, Iperba, José Maria de Magalhães Neto e o Complexo Ernesto Simões fizeram parte do roteiro de visitas realizadas pelo diretor Augusto Jesuíno. Os confortos médicos foram espaço de breves debates sobre as dificuldades enfrentadas atualmente pelos profissionais. Entre outras queixas, a ausência de reajuste salarial foi acolhida pelo diretor em quase todas as unidades. “Hoje em dia todos buscam concurso público, porém é necessário que os salários sejam melhores”, salientou Dr. Augusto Jesuíno em diálogo com médicos.

Cajazeiras foi o bairro visitado pelos diretores Lourdes Alzimar e Yuri Serafim. Na ocasião visitaram a UPA de Cajazeiras e a Maternidade Albert Sabin. Em ambas o sindicato enfrentou resistência para adentrar as unidades. Entretanto, mesmo com dificuldades, os diretores conversaram com os médicos da UPA sobre os problemas que enfrentam em relação à precariedade do local, insalubridade, carga horária de trabalho extensa e salários defasados.

Dra. Lourdes reforçou o chamamento às discussões sobre os problemas na saúde

Os profissionais da UPA de Cajazeiras aproveitaram para reiterar o descaso com a segurança do local. Após a denúncia de insegurança na região, a direção da unidade tentou maquiar a realidade. De acordo com relatos, quando uma emissora de TV foi fazer uma reportagem na unidade, dois policiais apareceram misteriosamente induzindo a equipe de reportagem a erro, dando a entender que essa é a rotina de segurança do local. Representantes dos Direitos Humanos que estavam acompanhando o caso ficaram perplexos com a manipulação da realidade.

Em diálogo com os diretores os médicos evidenciaram diversos problemas, entre eles, uma grave denúncia sobre o sumiço do livro de ocorrências médicas – que fica dentro do conforto médico –, que desapareceu por um longo período, mas só foi evidenciado e oficializado o sumiço no dia 31 de outubro. Profissionais da Sesab relataram também a falta de profissionais para cobrir período de férias, obrigando os médicos a cumprirem plantões extensos de até 24h. Por outro lado um grave problema estrutural: a porta da sala de Raio X é inadequada expondo os profissionais e pacientes à radiação.

Durante as visitas panfletos e cartazes foram distribuídos, transmitindo a mensagem de que é fundamental, neste momento, que a categoria se mobilize, participando das assembleias permanentes e assim garantir que o Estado exerça a sua função de garantir os direitos dos servidores.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by Ajaxy

Denuncie quem não paga:

Acompanhe o Sindimed:

    


  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.