Crianças sem assistência na Emergência Pediátrica do Hospital Roberto Santos

Postada em 28 de maio de 2020 as 11:50
Compartilhe:


As crianças de Salvador estão praticamente desassistidas em situações de emergência. Uma das principais unidades da cidade, o setor de emergência pediátrica do Hospital Roberto Santos foi fechado na sua quase totalidade, pelo Governo do Estado. Além disso, há informações de que foram desativados também os leitos que haviam sido disponibilizados para Covid-19.

Segundo apurado pelo Sindimed-BA, as crianças que chegam são direcionadas para Unidades de Pronto Atendimento, o que é uma inversão inaceitável e temerária, já que UPAs não são equipadas para, por exemplo, remover corpo-estranho de vias aéreas, em crianças.

A situação constatada pelo Sindimed-BA, desampara crianças que chegam na emergência do hospital, na sua maioria crianças graves, com microcefalia ou alterações neurológicas, renais, diabéticas, etc. Isto pode trazer graves consequências e até mesmo óbitos.

À gravidade da restrição soma-se o fato de que nem sequer houve qualquer aviso sobre a suspensão ou drástica diminuição do número de pacientes infantis atendidos. Crianças continuarão a ser encaminhadas ou chegarão por busca espontânea para o serviço que não está disponível.

 

 

 



Uma resposta para “Crianças sem assistência na Emergência Pediátrica do Hospital Roberto Santos”

  1. Maria da paixao disse:

    Isso é um verdadeiro absurdo, falta de controle e conhecimento com as crianças do Estado, onde os pais tinham um destino em caso de urgência, e a partir desta decisão sem aviso do poder publico as crianças só tem um destino a falta de assistência.um Caos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Seguro Saúde

Perdeu seu posto de trabalho?

COVID-19 EPIs

Denuncie quem não paga:

Acompanhe o Sindimed:

    


  • sindimed.com.br ©2019 Todos os direitos reservados.