Dica Cultural: 3 lançamentos em quadrinhos autorais

Postada em 17 de novembro de 2017 as 11:12
Compartilhe:


Outubro e novembro trouxeram bons títulos novos da Nona Arte, que merece, que vocês procurem nas lojas virtuais. Confira nossas indicações.
 
 1) O clássico livro ‘O Velho e o Mar’, de Ernest Hemingway, ganhou uma adaptação para os quadrinhos nas mãos do francês Thierry Murat. A publicação chega ao Brasil graças à editora Bertrand Brasil.  O livro original rendeu a Hemingway o Prêmio Pulitzer, em 1953. No ano seguinte, o escritor americano ganharia também o Nobel de Literatura. Escrito em uma de suas temporadas cubanas e baseado nas suas próprias  pescarias e nas histórias que ouvia de pescadores na ilha, o livro é considerado uma das mais fortes parábolas da relação do homem com as forças da natureza. 
 
1
 
2) Rosa Luxemburgo foi uma das maiores intelectuais do pensamento socialista. Mas foi muito mais que uma simples pensadora. Fez-se ouvir num mundo avesso às vozes de mulheres fortes. Superou a enfermidade física e o preconceito que sofria por ser judia e tornou-se uma revolucionária ativa, cuja filosofia preencheu todas as facetas de uma vida produtiva e criativa.
 
Nesta biografia em quadrinhos, a roteirista e desenhista Kate Evans torna acessível o mundo intelectual de Rosa Luxemburgo, evidenciando o elo entre suas ideias e as realidades de uma vida inspiradora e comovente. A edição brasileira de Rosa Vermelha (formato 25,30 x 18 cm, 228 páginas, R$ 44,90) conta com apresentação de Isabel Loureira, autora de Rosa Luxemburgo e o dilema da ação revolucionária (Unesp). O título é um lançamento da editora WMF Martins Fontes.
 
 
 
rosa_capa
 
3) Angola Janga: Uma história de Palmares está em pré-venda na Comix, de R$89.90 por R$71.92, com liberação para o dia 30 de novembro. Trata-se de um épico sobre o Quilombo de Palmares. Angola Janga, Pequena Angola ou, como dizem os livros de história, Palmares, foi por mais de cem anos como um reino africano dentro da América do Sul. Macaco, a capital de Angola Janga, tinha uma população equivalente a das maiores cidades brasileiras da época.
 
Formada no fim do século XVI, em Pernambuco, a partir dos mocambos criados por fugitivos da escravidão, Angola Janga cresceu, organizou-se e resistiu aos ataques dos militares holandeses e das forças coloniais portuguesas. Tornou-se o grande alvo do ódio dos colonizadores e um símbolo de liberdade para os escravizados. Seu maior líder, Zumbi, virou lenda e inspirou a criação do Dia da Consciência Negra.
 
 
capa-web-angolajanga
 
Durante onze anos, Marcelo D’Salete, autor de Encruzilhada e do sucesso internacional Cumbe, pesquisou e preparou-se para contar a história dessa rebelião que tornou-se nação, referência maior da luta contra a opressão e o racismo no Brasil. O resultado é um épico no qual o destino do país é decidido em batalhas sangrentas, mas que demonstra a delicada flexibilidade da resistência às derrotas.
Um grandioso romance histórico em quadrinhos que fala de Zumbi, e de vários outros personagens complexos como Ganga Zumba, Domingos Jorge Velho, Ganga Zona e diversos homens e mulheres que compõe o retrato de um momento definidor do Brasil.
Marcelo D’Salete é um consagrado entre o público de quadrinhos no Brasil, com livros publicados na Alemanha, Espanha, Estados Unidos e Portugal.
Angola Janga: Uma história de Palmares tem capa dura, formato de 16 x 23 cm, 432 páginas e o selo da mais que autoral editora Veneta! Sugerimos a todos a leitura desta entrevista muito bem conduzida com Marcelo sobre a nova obra dele.

Texto e pesquisa de Marko Ajdaric.
https://www.facebook.com/marko.ajdaric.79

Material exclusivo do Sindicato dos Médicos da Bahia. Não se autorizam cópias, no todo ou em parte.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.