Dica Cultural: 6 notas musicais

Postada em 24 de novembro de 2017 as 08:00
Compartilhe:


Gal Costa

Estratosférica Ao Vivo foi lançado em DVD  (com data deste mês) em CD, mas, sem desmerecer o formato álbum, esse projeto é para ser visto e ouvido, portanto, em DVD. Quem viu e ouviu, tem muito o que contar: confira resenha, aqui.

Dori Caymmi

Após mais de 50 anos de amizade e afinidade musical, Dori Caymmi, Edu Lobo e Marcos Valle lançarão o primeiro álbum em trio. Gravado no estúdio da gravadora Biscoito Fino, na cidade do Rio, o disco será editado em 2018. Trata-se de álbum já automaticamente histórico pela própria natureza da reunião de três que chegaram a formar um trio no início da década de 1960 – com Valle ao piano e com Dori e Edu aos violões – mas que nunca fizeram um disco juntos. Todos nascidos em 1943, Dori, Edu e Valle se reencontraram em 2016 no palco de show feito por Valle com a cantora norte-americana Stacey Kent. Da reunião, começou a germinar a ideia do disco em trio. É esperar para ver.

Uruguaio na Bahia

A nova turnê do cantor e compositor uruguaio Jorge Drexler passará por Salvador – pela primeira vez na carreira dele -, no dia 17 de abril de 2018, no SESC Casa do Comércio. Os ingressos ainda não estão à venda, 
Enquanto ele não vem, ouça  sua composição ‘Al otro Lado del Río‘, a primeira música em castelhano a vencer o Oscar de melhor canção original.  Lembram-se em que filme?  ‘Diários de Motocicleta, do brasileiro Walter Salles. Lembrando: Jorge Drexler é formado em medicina, sendo especializado em otorrinolaringologia.

zelia

Zélia Duncan

“Nada a acrescentar a Milton, Brant, Elis, Nana, esses pilares da nossa cultura, mas reverenciar, agradecer, voltar, olhar de novo, cantar com nossa voz, ouvindo a voz deles guiando tudo”, esquiva-se Zélia Duncan no texto que escreveu para o encarte das duas edições em CD de Invento + (gravadora Biscoito Fino), álbum novo em que a cantora fluminense interpreta 14 músicas do repertório de Milton Nascimento somente sob o toque do violoncelo de Jaques Morelenbaum. 

malcolm_young_en_2010

Obituário

Malcolm Young, guitarrista e fundador do grupo AC/DC, morreu no sábado passado, aos 64 anos. O irmão mais velho de Angus Young estava internado para tratamento de demência desde 2014, quando foi substituído na banda pelo sobrinho, Stevie.

Um dos maiores grupos da história do rock, com mais de 200 milhões de discos vendidos, o australiano AC/DC será eternamente lembrado pela figura do guitarrista solo Angus Young, um louco marionetezinho sempre em uniforme de colegial, que muitas vezes figurou sozinho nas capas dos álbuns. Mas Malcolm foi a principal força criativa do quinteto, com sua guitarra base de grande potência sônica. Quieto no seu canto, ele foi o elemento de equilíbrio do grupo e mentor dos riffs de algumas das canções mais conhecidas do AC/DC, como “Back in black”, “Highway to hell” e “You shook me all night long”, fundamentais na transição do blues elétrico para o hard rock e o heavy metal
O obituário por parte de quem conhece o riscado, aqui.

E, por fim, para quem ainda não sabe do disco ”Baby Baby!’, de Lulu Santos homenageando Rita Lee, lançado em outubro, confira uma canja aqui.

Pra semana, mais música, já que nosso tema será o Dia do Samba.

Texto e pesquisa de Marko Ajdaric.
https://www.facebook.com/marko.ajdaric.79

Material exclusivo do Sindicato dos Médicos da Bahia. Não se autorizam cópias, no todo ou em parte.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.