• Sindicato dos médicos
    Sindimed Sindimed

    Dica Cultural: O Livro de Jô – Uma Biografia Desautorizada

    Postada em 26 de janeiro de 2018 as 08:10
    Compartilhe:


    Jô Soares acaba de fazer 80 anos. Filho de um corretor de valores, ele nasceu em 16 de janeiro de 1938, no Rio. Morou no anexo do Copacabana Palace, estudou na Suíça, passou férias em Paris e, aos 13 anos, conheceu Nova Iorque, templo do jazz. Depois da adolescência, logo que ele  havia acabado de ser admitido pelas  prestigiadíssimas universidades de Cambridge  e Oxford, ele não pôde ficar na Europa porque seu pai já estava falido. Assim, José Eugênio Soares se mudou para um pequeno apartamento em Copacabana. Logo, Jô começou a se apresentar em casas noturnas, tocando bongô e contando histórias e piadas, para defender um dinheirinho e aprender a ser artista.

    O Livro de Jô – Uma Biografia Desautorizada volume I (o segundo deve ser lançado ainda neste 2018), tem o selo Companhia das Letras, e conta 478 páginas, leva as assinaturas de Jô Soares e do  jornalista Matinas Suzuki Jr., que funcionou como um entrevistador do humorista. Narra a trajetória do tocador de bongô, autor, ator e diretor de teatro, romancista, humorista, e apresentador de TV, antes deste, vale lembrar que Jô já vendeu as impressionantes cifra de 1.300.000 exemplares de seus livros.

    O texto deste volume fala muito dos primeiros 30 anos da vida do ‘Gordo’, que recebeu uma educação humanista, voltada para as artes e trata da vida e da obra de Jô no teatro, na vida noturna, no cinema e, especialmente, na televisão. O artista atuou e atua tanto no mainstream, nas grandes redes de TV e de rádio, como SBT e Globo, quanto em filmes e peças teatrais fora das grandes estruturas de entretenimento. 

    A vida de Jô se confunde com momentos históricos nacionais, como o suicídio de Vargas e o período militar pós-1964, e com a história da música, do cinema, do teatro e da televisão, desde o início dos anos 1950 até o momento. Nas páginas do livro, desfilam centenas de histórias sobre atores, cantores, diretores, homens de jornal, TV e rádio – o leitor acompanha, com a inteligência e o humor de Jô, o desenvolvimento da comunicação artística no Brasil e episódios engraçados envolvendo ricos e famosos. Nas últimas páginas, o artista fala sobre a primeira esposa e o filho único, autista, que faleceu há poucos anos.

    O livro é encontrado por 42 reais.

    Texto e pesquisa de Marko Ajdaric.
    https://www.facebook.com/marko.ajdaric.79

    Material exclusivo do Sindicato dos Médicos da Bahia. Não se autorizam cópias, no todo ou em parte.

     


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.