• Sindicato dos médicos
    Sindimed Sindimed

    Eleições do Sindimed aguardam mediação do MPT

    Postada em 6 de abril de 2018 as 19:23
    Compartilhe:


    Diante dos problemas encontrados para conclusão do processo eleitoral, a definição das eleições do Sindicato dos Médicos da Bahia passou a depender, neste momento, da participação do Ministério Público do Trabalho (MPT) e da Justiça do Trabalho.

    Desde o início, o pleito foi marcado pela transparência, autonomia e independência em relação à diretoria do Sindimed. Conforme determina o Estatuto da entidade, foi constituída uma Comissão Eleitoral idônea, que assumiu com empenho e seriedade a condução dos trabalhos.

    Para reforçar a transparência do processo, a Comissão Eleitoral fez questão de incorporar aos seus procedimentos o acompanhamento de todas as chapas concorrentes, com participação de pelo menos um representante de cada uma delas em suas reuniões.

    Logo no início do processo, a Comissão fez a constatação de que alguns nomes de candidatos das chapas 2 e 3 não atendiam aos requisitos determinados no Estatuto do Sindicato, tornando-os, portanto, inelegíveis no pleito. As chapas, entretanto, houveram por bem acatar as inscrições, através de acordo assinado, em nome da celeridade que o processo demandava, embora reconhecessem que tal decisão estivesse em desacordo com o Estatuto.

    Apurados os votos da capital – na data e horário estabelecidos pela Comissão -, restaram pendentes os votos dos médicos do interior, que participam do pleito por correspondência.

    Embora a postagem das cédulas, com as devidas cartas-respostas, tenha sido feita no prazo estatutário, muitos médicos do interior queixaram-se de que não haviam recebido a correspondência e os votos da grande maioria não chegaram na urna. É sabido que, além da morosidade habitual dos Correios, houve uma greve naquele período, tudo concorrendo para o atraso verificado.

    Diante dessa dificuldade relatada e face à importância de garantir a expressão da vontade dos colegas do interior, a Comissão, a pedido das chapas 2 e 3, prorrogou – por duas vezes – o prazo para recebimento das cartas com os votos.

    Na data limite para apuração desses votos, dia 2 de abril, foi constatado que 86 cartas-respostas não continham carimbos de data de postagem e outras 35 não apresentavam qualquer sinal que identificasse sua passagem pelos Correios.

    Mais uma vez, a apuração teve que ser suspensa, até que se pudesse identificar a causa do ocorrido e se definissem critérios para a validação ou não daqueles votos. Assim, novamente, a Comissão Eleitoral, acompanhada de representantes das três chapas concorrentes, buscou – sem êxito – junto aos Correios, o esclarecimento dos fatos.

    A essa altura, já havia interpelação na Justiça do Trabalho por parte de médicos sindicalizados que acompanhavam de perto o processo eleitoral, questionando possíveis quebras do Estatuto e, por consequência, a validade do pleito. Além disso, a diretoria do Sindimed e a chapa 2 recorreram ao MPT para uma mediação na definição do processo eleitoral.

    Diante de todos os fatos e pelo esgotamento das possibilidades de soluções no âmbito da Comissão, o Dr. Antônio Nery apresentou sua renúncia à tarefa recebida, sendo seguido pela presidente, Dra. Elvira Côrtes, e pelo terceiro membro, Dr. Antônio do Vale Filho, atitude esta aceita pela diretoria do Sindimed, que fez questão de enaltecê-los e agradecer pelo sacrifício pessoal empenhado por todos eles durante esta difícil fase do processo eleitoral.

    A diretoria do Sindimed aguarda, agora, a mediação do MPT, na expectativa de uma solução negociada, que permita a superação do impasse, através da realização de novo pleito, com a observância plena do estatuto da entidade e a participação maciça dos médicos da capital e do interior.

    Confira as atas publicadas pela Comissão Eleitoral durante todo o processo eleitoral:

    ATA 1

    ATA 2

    ATA 3

    ATA 4

    ATA 5

    ATA 6

    ATA 7

    ATA 8

    ATA 9

    ATA 10

    ATA 11

    ATA 12

     



    Uma resposta para “Eleições do Sindimed aguardam mediação do MPT”

    1. Amilton Sampaio disse:

      Espero que a.comisao eleitoral não aceite votos irregulares. Estaremos atentos!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.