Estado volta a desrespeitar servidores que tiveram cortado adicional de insalubridade

Postada em 5 de setembro de 2017 as 18:15
Compartilhe:


O Sindimed repudia a atitude do governo do estado, de publicar no Diário Oficial de 24/08 uma convocação geral aos servidores que tiveram seu adicional de insalubridade cortado e abriram processo individual contra a medida arbitrária. Não bastasse o descumprimento da liminar visando o seu restabelecimento, obtida há mais de um ano pelo Sindimed, o Executivo estadual deveria pelo menos notificar individualmente cada servidor, para que tome ciência do andamento de seu processo.

O corte da insalubridade ocorreu em dezembro de 2015 e logo em seguida o Sindimed entrou na Justiça e obteve liminar determinando seu restabelecimento, decisão solenemente ignorada pelos gestores. Naquela ocasião, o aviso do corte foi feito através de e-mail aos trabalhadores, sem justificativa plausível e de maneira informal. Para o presidente do Sindimed, Francisco Magalhães, atitudes como estas desrespeitam o processo legal e atestam mais uma vez a falta de estímulo ao trabalhador da rede pública estadual, aviltado em suas remunerações e alvo de indiferença oficial quando obtém algum ganho na Justiça.

O edital de convocação, assinado pelo secretário de Administração, Edelvino da Silva Goes Filho, tem o “intuito de dar conhecimento aos servidores públicos estaduais dos laudos periciais de insalubridade ou periculosidade emitidos pela Junta Médica Oficial do Estado da Bahia colacionados nos autos dos processos administrativos…” Os convocados terão acesso aos laudos no Portal do Servidor, clicando em portal

Clique images e leia a íntegra da convocação 

                            ***

Sindicalize-se/Recadastre-se, o Sindicato não pode parar

O Governo do Estado de maneira irresponsável cancelou as consignações ameaçando a existência do Sindimed. Acesse http://www.sindimed-ba.org.br/sindicalize-se ou ligue para 3555 2561 / 3555 2566 / 3555 2557



2 respostas para “Estado volta a desrespeitar servidores que tiveram cortado adicional de insalubridade”

  1. […] com um detalhe no mínimo estranho, já que todos estavam datados de maio de 2016. (Leia aqui matéria […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.