Fórum O Planserv é nosso traz propostas para o resgate do Planserv

Postada em 10 de outubro de 2019 as 14:28
Compartilhe:


Planos de saúde de autogestão foram apresentados como referência de planos bem sucedidos para os servidores

 

 

Discutir estratégias para preservar e fortalecer o Planserv, plano de saúde dos servidores do Estado, são os objetivos do fórum O Planserv é nosso, que acontece durante todo o dia de hoje (10), no auditório da Assembleia Legislativa da Bahia.

O Fórum é organizado pelo Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia em conjunto com mais entidades representantes dos servidores públicos. Em sua palestra, a diretora do Sindimed-BA, Dra. Clarice Saba destacou a situação do médico prestador de serviço e do usuário do Planserv. As cotas restritivas em exames e consultas foi uma das limitações citadas pela diretora, que afetam tanto os usuários como o trabalho do médico.

Dra. Clarice Saba defendeu um movimento que una médicos e pacientes em defesa do Planserv.

 

A médica frisou que a luta não é somente por atualização dos honorários. “Em respeito ao usuário, queremos a ampliação do rol de procedimentos, assim como atendimento médico eficiente, moderno e efetivo”, pontuou a diretora.

O desrespeito com os médicos foi ressaltado pela médica, citando a defasagem na tabela de honorários, há mais de 14 anos, e o não cumprimento de acordos pelo Planserv, que levou à suspensão dos atendimentos eletivos de especialidades médicas. “Se não há respeito do Governo do Estado, nós temos que acirrar e intensificar o movimento”, afirmou Dra Clarice.

Na parte da manhã, a mesa foi composta pela diretora de Comunicação do Sindimed, Dra Clarice Saba; a  coordenadora da Frente em Defesa do Servidor e do Serviço Público, Diana Barbosa; Orla Pacheco, representando o diretor-presidente da Asfeb Saúde; o presidente da Caixa de Assistência dos Servidores do Mato Grosso do Sul, Ricardo Ayache e  o coordenador do TRT -5 Saúde, André Liberato e o conselheiro do Cremeb, Luciano Ferreira.

Autogestão

Dr. Ricardo Ayache trouxe a experiência bem sucedida do modelo de autogestão aplicado ao plano Cassems (MTS)

 

O público pôde conhecer exemplos de planos de autogestão bem sucedidos, com participação ativa do servidor, funcionando com o modelo de autogestão.

A Cassems, foi apresentada pelo presidente do plano e médico, Dr. Ricardo Ayache, que trouxe detalhes sobre o plano criado há 19 anos, no Mato Grosso do Sul. “Começamos com 20 pessoas em uma reunião que tinham o objetivo criar um plano de autogestão. Hoje o plano é o maior do Estado, com mais de 215 mil vidas”.

A Cassems atualmente tem 10 hospitais nove centros médicos, 76 unidades e quase 30 mil profissionais. O presidente da entidades esclareceu dúvidas sobre a implementação e funcionamento do plano.

Houve também apresentação do plano da Associação dos Servidores Fiscais do Estado da Bahia (Asfeb Saúde), criado em 1993.Uma das suas características é focar na prevenção de doenças, e educar os associados a utilizá-lo de maneira mais produtiva, evitando ônus para o plano.

André Liberato, presidente do TRT5 Saúde trouxe para o fórum a experiência positiva do plano que optou pela autogestão.

Na parte da tarde estão previstas a apresentação dos problemas mais frequentes enfrentadas pelos usuários e propostas de melhorias e a eleição para a equipe técnica encarregada em elaborar documentos com propostas de melhorias para o Planserv.

Servidores reunidos para melhorias para o Planserv.

 

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Denuncie quem não paga:

Acompanhe o Sindimed:

    
  • [yop_poll id=”1″]

  • Enquete

    Novos Convênios

    O Sindimed está atualizando e ampliando sua carteira de convênios e parcerias.

    Participe dessa enquete fazendo sugestões de produtos e serviços que você gostaria de ver incluídos no Guia de Convênios do Sindicato.

    A exemplo de: Cursos, Escolas, Lojas,Restaurantes, Salões de Beleza, Postos de Gasolina etc...



  • sindimed.com.br ©2019 Todos os direitos reservados.