Fundação José Silveira demite em massa e pode prejudicar atendimentos nas unidades de saúde

Postada em 14 de setembro de 2017 as 22:37
Compartilhe:


O Sindimed fez uma mobilização na Unidade de Pronto Atendimento dos Barris, na tarde desta quinta-feira (14), para chamar a atenção de mais uma ameaça de precarização do atendimento à população nas unidades de saúde de Salvador. Durante mais de uma hora diretores do Sindicato lá permaneceram, conversando com usuários e funcionários sobre as demissões em massa que a Fundação José Silveira (FJS) está fazendo.

Cerca de 150 empregados da Fundação foram surpreendidos, no dia 6 de setembro, por um comunicado de demissão coletiva. Sem dar muitas explicações e se valendo, estrategicamente, da véspera do feriado, para evitar repercussão imediata da decisão, a FJS colocou na rua centenas trabalhadores que desempenhavam papel relevante para o funcionamento de diversas unidades de saúde pública.

Demonstrando insensibilidade social, a FJS está demitindo mães e pais de família. Além disso, as funções que ficarão descobertas desfalcam as equipes profissionais remanescentes, sobrecarregando ainda mais daqueles que continuam trabalhando.

Durante a mobilização na UPA Barris, a gerente da unidade ameaçou os funcionários coibindo sua participação no protesto contra as demissões.

 

barris9875



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.