Greve dos caminhoneiros: Sindimed em ação pela garantia do pleno trabalho dos médicos

Postada em 28 de maio de 2018 as 17:52
Compartilhe:


A greve dos caminhoneiros, que atinge todo o País, deixa em alerta os diversos setores da sociedade. Na área da saúde a situação é preocupante e envolve graves riscos. Além da ameaça de desabastecimento de insumos hospitalares básicos, a paralisação impacta também no transporte, dificultando a chegada às unidades de saúde.

Preocupada com as condições de trabalho dos médicos e com a responsabilidade ético-profissional, inclusive daqueles que exercem função de chefia, a presidente do Sindimed, Ana Rita de Luna, busca junto aos gestores das unidades de saúde, a adoção de um plano de contingência que contemple ações para garantir a presença de todos em seus postos de trabalho, no sentido de evitar a desassistência.

O Sindimed manifesta publicamente sua solidariedade a todos os profissionais da saúde que, nesse momento, enfrentam desafios ainda maiores. “A crise que enfrentamos, mais do que nunca, exige unidade e fortalecimento em torno na missão primordial da categoria que é garantir atendimento eficiente e de qualidade à saúde da população”, ressalta a Dra. Ana Rita.

Alertamos aos profissionais que tenham dificuldade intransponível de chegar aos postos de trabalho, que priorizem contato com seus superiores, por escrito, na busca de solução.

O Sindimed reafirma sua atuação na defesa dos direitos dos médicos e médicas da Bahia, atento ao necessário respaldo que o momento exige.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by Ajaxy

Denuncie quem não paga:

Acompanhe o Sindimed:

    


  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.