• Sindicato dos médicos
    Sindimed Sindimed

    H1N1 ANTECIPA VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE NA CAPITAL

    Postada em 15 de abril de 2016 as 17:52
    Compartilhe:


    Equipes de saúde e pacientes encontrarão a partir de segunda-feira (18/04) doses da vacina contra a gripe em 136 salas da rede municipal, segundo a prefeitura. A campanha de imunização normalmente começa no final do mês, mas os casos de morte por H1N1 levaram à sua antecipação. Dos 25 casos registrados na Bahia este ano, 17 são em Salvador, que teve três mortes. A Bahia registrou o total de seis óbitos atribuídos à doença (causada por uma mutação do vírus da gripe), também conhecida como gripe Influenza tipo A ou gripe suína.

    Por sua vez, uma campanha de vacinação contra o H1N1 foi iniciada pelo Ministério da Saúde este mês, em todo o país. Na Bahia, o Hospital Estadual da Criança (HEC), em Feira de Santana, vacina a partir desta segunda-feira (18/04)  seus colaboradores e profissionais de saúde. A campanha acontece nesta e na próxima semana.

     
    Já  a campanha da capital segue até 20 de maio, de segunda a sexta-feira (exceto feriados), das 8h às 17h. Ainda no dia 7 deste mês, a vereadora Aladilce Souza (PCdo B) enviou ofícios ao prefeito de Salvador e ao governador do estado (com cópia para seus respectivos secretários de Saúde) pedindo a antecipação da imunização. Até aquela data, duas pessoas haviam morrido na Bahia em decorrência da H1N1 em pouco mais de dois meses e até 3 de março havia 10 notificações da gripe, segundo os ofícios enviados. O pedido de antecipação visava contemplar os profissionais de saúde, dada a sua exposição direta e permanente ao risco de contaminação.
     
    A estimativa oficial é de que mais de 615 mil pessoas componham o público alvo na cidade. São idosos (a partir de 60 anos), crianças (de 6 meses a menores de 5 anos), gestantes, puérperas (mulheres que ganharam bebê nos últimos 45 dias), trabalhadores de saúde do serviço público e privado, portadores de doenças crônicas e população privada de liberdade. Em 2015 nenhuma ocorrência do virus foi notificada na capital baiana.


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



    sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.