• Sindicato dos médicos
    Sindimed Sindimed

    Justiça determina bloqueio de verbas da Santa Casa para pagamento de passivo trabalhista

    Postada em 11 de janeiro de 2018 as 20:27
    Compartilhe:


    A Justiça do Trabalho determinou o bloqueio de verbas da Santa Casa da Misericórdia no valor de 1 milhão de reais. A decisão foi tomada no processo trabalhista ajuizado pelo Sindimed cobrando o passivo trabalhista dos médicos que trabalharam na Maternidade de Referência Prof José Maria de Magalhães Netto. Trata-se de um passo importante para garantir os direitos dos profissionais.

    No próximo dia 5 de fevereiro,  às 9h, ocorrerá uma audiência no TRT, sendo importante a presença dos médicos.

    DECISÃO SANTA CASA 

    Histórico de mobilização na Maternidade de Referência

    O Sindimed tem um rico histórico de mobilização na Maternidade de Referência, no Pau Miúdo. Ainda em 2013, uma greve de 20 dias garantiu a contratação por CLT e melhorias na assistência. No decorrer dos anos 2014 e 2015, com o início do atraso de salários e precarização das condições de trabalho, foram feitas paralisações e gestões junto ao MPT. No início de 2017, a Santa Casa de Misericórdia deixou a administração da unidade sem pagar o passivo trabalhista motivando o ajuizamento de ação trabalhista e protestos em frente a Santa Casa de Misericórdia. Por fim, no decorrer deste ano, já sob a gestão da Hygia, ocorreram diversas paralisações contra o atraso de salários, levando a Sesab a mudar a forma de repasse e minimizando os atrasos.

     

    Francisco Magalhães em protesto em frente a Santa Casa de Misericórdia

     

    Luiz Américo em paralisação na Maternidade de Referência



    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.