Não faltam médicos na Bahia: manifesto das Entidades Médicas denuncia incoerências e distorções do Governo do Estado

Postada em 3 de março de 2021 as 15:11
Compartilhe:


As três entidades médicas da Bahia – Sindimed, Cremeb e ABM -, subscrevem documento conjunto, lançado no dia 2 de março de 2021, reafirmando posicionamento em defesa dos médicos e fazendo contraponto às afirmações distorcidas e equivocadas que vêm sendo proferidas pelo governador do Estado, entre elas a de que faltam médicos na Bahia e, a mais recende, de que irá contratar médicos de fora da Bahia ou no exterior.

As entidades manifestam sua surpresa e indignação, principalmente porque o governador parece se esquecer de que o último concurso para o cargo de médico na Sesab ocorreu há onze anos.

Esse governo se recusa a ser transparente com relação à contratação de médicos pela Sesab, se omitindo de informar, por exemplo, quantos cargos de médico estão vagos e quantos são contratados através de pessoa jurídica.

Não é do conhecimento geral da população, também, que o governo Rui Costa gastou, em 2020, mais de R$151 milhões, contratando médicos através das pessoas jurídicas, de maneira a fugir da obrigação constitucional de selecioná-los por concurso.

Na Bahia não faltam médicos qualificados e prontos para atender à população. O que nos falta é um governo que valorize e respeite os médicos, garantindo que sejam pagos em dia e que sejam adotados rigorosamente os procedimentos de segurança para aqueles que atuam na linha de frente dos atendimentos à Covid-19.

Leia aqui, na íntegra. o Manifesto das entidades médicas da Bahia

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Saúde mental

Seguro Saúde

Vacinação

Perdeu seu posto de trabalho?

COVID-19 EPIs

Denuncie quem não paga:




Acompanhe o Sindimed:

    


  • sindimed.com.br ©2019 Todos os direitos reservados.