Médico é demitido após criticar condições de trabalho em hospital de Poções

Postada em 11 de agosto de 2017 as 13:16
Compartilhe:


Mais uma demonstração notória de perseguição ao profissional médico ocorreu no interior da Bahia. Desta vez foi no município de Poções (450km de Salvador) onde, há 15 dias, um médico do Hospital São Lucas foi sumariamente demitido, revelando o total descaso dos gestores da Santa Casa (que administra a unidade) com a saúde pública. Tudo indica que a dispensa foi em retaliação às críticas que ele vinha fazendo às condições de trabalho, estrutura da unidade e protocolo de atendimento aos pacientes do SUS. O Sindimed encaminhou a denúncia ao Ministério Público do Trabalho, cobrando apuração e a reintegração do médico.

O profissional informou ao presidente do Sindicato, Francisco Magalhães, que a demissão foi feita por telefone, e como ele não possui nenhum tipo de vínculo empregatício, assim como todos os outros médicos que trabalham no hospital, não recebeu seus direitos trabalhistas. “Eu sempre recebi meu salário de formas diferentes, às vezes através de cooperativas, outras vezes de forma direta”, relatou. O médico já conta com apoio jurídico para garantir os seus direitos.

Falta de estrutura desrespeita o SUS

Entre os graves problemas que o médico vinha apontando, desde quando começou a trabalhar no hospital, há oito anos, estão a falta de eletrocardiograma e de sala de emergência. Além disso, ele denuncia a cobrança aos pacientes do SUS de exames e medicamentos, o que é proibido. Outra crítica foi sobre a restrição alimentar imposta aos funcionários. Isso incomodava muito os gestores e deve ter pesado na demissão.

A comunidade tem se manifestado publicamente contra a demissão do médico. Já foram feitas campanhas em rádio e caminhadas. A manifestação mais recente foi na manhã desta sexta-feira (11), com concentração em frente ao hospital e caminhada pelo centro da cidade. Na próxima segunda-feira (14) ocorrerá sessão na Câmara de Vereadores para denunciar os desmandos no hospital.



2 respostas para “Médico é demitido após criticar condições de trabalho em hospital de Poções”

  1. […] Mais uma demonstração notória de perseguição ao profissional médico ocorreu no interior da Bahia. Desta vez foi no município de Poções (450km de Salvador) onde, há 15 dias, um médico do Hospital São Lucas foi sumariamente demitido, revelando o total descaso dos gestores da Santa Casa (que administra a unidade) com a saúde pública. Tudo indica que a dispensa foi em retaliação às críticas que ele vinha fazendo às condições de trabalho, estrutura da unidade e protocolo de atendimento aos pacientes do SUS. O Sindimed encaminhou a denúncia ao Ministério Público do Trabalho, cobrando apuração e a reintegração do médico. O profissional informou ao presidente do Sindicato, Francisco Magalhães, que a demissão foi feita por telefone, e como ele não possui nenhum tipo de vínculo empregatício, assim como todos os outros médicos que trabalham no hospital, não recebeu seus direitos trabalhistas. “Eu sempre recebi meu salário de formas diferentes, às vezes através de cooperativas, outras vezes de forma direta”, relatou. O médico já conta com apoio jurídico para garantir os seus direitos. Clique aqui e confira a matéria na integra no site do SindiMed! […]

  2. Renata Correia Pereira disse:

    Trabalhei com Dr Gerson há +- 8 anos nessa mesma Instituição eu na função de Técnica em enfermagem e sou testemunha do profissonalismo , do humanismo e do excelente médico que Dr Gerson de Sousa Filho é, fiquei muito triste com esse acontecimento e muitos pocoenses também ficaram incoformados com essa postura dos Gestores desse estabelecimento. Espero que o médico volte a atender a população que assim como eu dependem do SUS .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.