Médicos de Camaçari mantém estado de greve

Postada em 29 de setembro de 2017 as 13:17
Compartilhe:


Após descompromisso da prefeitura, que não respondeu à pauta de reivindicações, médicos decidem manter movimento.

Em assembleia, realizada nesta quinta-feira (28), os médicos de Camaçari resolveram manter o estado de greve e continuar na luta pelo reajuste salarial de 2016 e de 2017. A falta do reajuste tem acumulado perda salarial, com graves prejuízos para a subsistência dos profissionais. A decisão foi em virtude de a categoria não ter obtido nenhuma resposta sobre a pauta encaminhada à prefeitura.

Desde modo, dando continuidade à luta, ficou decidido que serão feitas paralisações de 72 horas, a partir de novembro, com data ainda a ser decidida na próxima assembleia. Além disso, o Sindimed comunicará ao MPT que a Secretaria de Saúde não está cumprindo com o pactuado, que foi de realizar uma mesa de negociação com os médicos. A última reunião agendada com a prefeitura foi desmarcada, quase em cima do horário programado, em mais um gesto de desrespeito com o Sindimed e com os médicos.

Saiba mais AQUI.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.