• Sindicato dos médicos
    Sindimed Sindimed

    MÉDICOS DE CAMAÇARI REALIZAM FEIRA DE SAÚDE

    Postada em 23 de maio de 2016 as 21:37
    Compartilhe:


    Os médicos  de  município de Camaçari decidiram nesta segunda-feira (23/05) prosseguir a greve e se mobilizam para a realização de uma feira de saúde nesta quarta-feira (25) no pátio da prefeitura.  Durante o atendimento aos que necessitam renovar receitas para medicamentos de uso contínuo e medir a pressão arterial, os profissionais vão reiterar os motivos que levaram à paralisação.

    O comando de greve também decidiu entrar com mandado de segurança preventivo em face da ameaça oficial de corte de ponto. Cansados de promessas por parte da prefeitura municipal, eles decidiram lutar até obter garantias concretas de mais investimento em melhores condições de trabalho e em segurança nas unidades de saúde, alvos frequentes de violência contra profissionais de plantão, além de arrombamentos e furtos.

     
    Há menos de duas semanas, um médico de Vila de Abrantes quase foi atacado por um homem com arma de fogo, que invadiu a Unidade de Pronto  Atendimento (UPA) onde trabalhava. Conseguiu fugir e registrar queixa na polícia, que abriu investigação. O último encontro com o secretário de Saúde do município, Washington Couto (dia 20), foi mais um exemplo de desrespeito a uma categoria que, além da insegurança, enfrenta precárias condições de trabalho.

    No Sindimed, categoria deliberou reforçar  luta por melhores condições de trabalho
     
    A mobilização também inclui visita às unidades médicas, inclusive para informar às comunidades sobre uma luta que, no fim das contas, é para a melhoria geral do sistema de atendimento, que é  motivo de queixas frequentes. A greve começou em finais de março, como adesão a um movimento dos funcionários públicos do município, mas prosseguiu com pauta própria.

    Envolve mais de 100 médicos dos PSFs e UBSs, sendo que cerca de 40 atuam no Hospital Dia. Logo no início do movimento, a pauta de reivindicações foi encaminhada ao prefeito, secretário municipal de Saúde, Cremeb, Sesab, Ministério Público da Bahia, Ministério Público do Trabalho, Superintendência Regional do Trabalho e Emprego e até mesmo ao arcebispo primaz do Brasil, dom Murilo Krieger.

    REIVINDICAÇÕES

     
    Dentre as outras reivindicações dos médicos destacam-se a implantação de estrutura de atendimento de primeiros-socorros no Hospital Dia; a ampliação da cobertura do PSF, com a instalação de novas equipes; a convocação dos profissionais de saúde das demais categorias aprovadas no concurso em vigor para recompor e compor equipes de PSF; realização de concurso público para médicos; reposição salarial das perdas inflacionárias; incorporação da gratificação de produtividade aos salários e revisão do Plano de Cargos e Salários.


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



    sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.