Médicos de Madre de Deus em estado de greve

Postada em 13 de maio de 2019 as 22:05
Compartilhe:


A decisão foi unânime após diversas tentativas de negociação junta à empresa APMI e o município.

No último dia 8 de maio, os médicos que prestam serviço ao Hospital de Madre Deus se reuniram em assembleia, na sede do Sindimed-BA. Em pauta a falta de pagamentos aos médicos pela Associação de Proteção à Maternidade e Infância (APMI) – empresa que administrou o hospital até 25 de janeiro desse ano -, e deliberar sobre as medidas cabíveis em relação à empresa e ao município.

A assembleia foi resultado de reunião previamente realizada entre os médicos e representante da APMI, no último dia 02 de maio. Na reunião, os médicos tiveram a intenção de elucidar, junto à empresa gestora, as dificuldades que têm enfrentado, tendo em vista que, após a saída da empresa, não houve encerramento dos contratos, nem baixas nas Carteiras de Trabalho (CTPS), tampouco o pagamento dos atrasados e das verbas rescisórias.

Na assembleia os médicos tiveram a orientação do advogado do Sindimed, Dr. Celso Vedovato, que esclareceu quais as opções jurídicas para a situação. A presidente do Sindimed, Dra. Ana Rita de Luna, também deu orientações e relatou aos médicos como o Sindicato tem atuado nestes casos.

Devido à evidente indisposição da empresa e do município em resolver o problema, a deliberação dos médicos, por unanimidade, foi pelo estado de greve.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Denuncie quem não paga:

Acompanhe o Sindimed:

    
  • [yop_poll id=”1″]

  • Enquete

    Novos Convênios

    O Sindimed está atualizando e ampliando sua carteira de convênios e parcerias.

    Participe dessa enquete fazendo sugestões de produtos e serviços que você gostaria de ver incluídos no Guia de Convênios do Sindicato.

    A exemplo de: Cursos, Escolas, Lojas,Restaurantes, Salões de Beleza, Postos de Gasolina etc...



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.