Médicos de Ribeira do Pombal estão com salários atrasados e  iniciam restrição de atendimento, nesta quarta-feira, se cronograma não for respeitado.

Postada em 10 de fevereiro de 2020 as 13:23
Compartilhe:


Os médicos de Ribeira do Pombal estão com salários atrasados e  iniciam restrição de atendimento, nesta quarta-feira, 12 de fevereiro, se cronograma de regularização proposto não for respeitado.

Ficou definido, em Assembleia realizada pelo Sindimed-BA, na cidade, um cronograma para que os pagamentos sejam regularizados pela nova empresa gestora, Instituto Mudar e Melhorar. Caso não seja cumprido, será iniciado pela categoria um movimento de restrição nos atendimentos.

Na Assembleia,  que aconteceu no dia 3 de fevereiro, o Sindicato dos Médicos esteve representado pela sua Presidente, Dra. Ana Rita de Luna Freire Peixoto e pelo advogado da entidade, Dr. Alessandro Venas.  “Tivemos inclusive a informação de que a Secretaria de Saúde do Estado fez o repasse dos valores relacionados ao mês de dezembro de 2019 ao COISAM, Consórcio que administra o hospital, contudo, sequer o pagamento do mês de novembro foi efetuado para os médicos”, afirma Dra. Ana Rita. 

A presidente do Sindimed-BA conta que outra queixa mencionada pelos profissionais é de que não há fluxo de comunicação e relacionamento estabelecidos entre o Instituto e o corpo clínico, de modo que eles enfrentam dificuldades até para saber a quem se dirigir para formalizar alguma solicitação. Segundo ela, o sindicato identificou ainda que não há contrato formalizado entre os médicos e a atual empresa gestora.

“Os médicos informam também que as condições de trabalho no hospital pioraram notadamente em relação aos equipamentos, muitos apresentando defeitos ou quebrados, sem reposição por novos”, completa a Dra. Ana Rita. Ela diz, que em relação a gestora anterior, Cooperativa Mais Vida, os médicos afirmaram que não há pendências de pagamentos. A presidente ressalta ainda que em qualquer hipótese, sendo confirmada a restrição de atendimentos, continuarão ser atendidos casos de urgência e emergência.

Durante a reunião entre o Sindimed-BA e os médicos do Hospital Santa Tereza em Ribeira do Pombal, foi deliberado o seguinte:

  1. Aprovação, por unanimidade, do estado permanente de assembleia; 
  2. Ofício ao COISAN e órgãos competentes, informando a resolução dos médicos de que se até  o próximo dia 12 de Fevereiro não forem pagos os valores referentes aos meses de novembro e janeiro de 2019, haverá restrição nos atendimentos, bem como prazo até o décimo dia útil de março de 2020 para pagamentos dos meses de janeiro e fevereiro de 2020; 
  3. Pagamento dos honorários médicos até o 10º dia útil do mês subsequente; 
  4. Ofício ao CREMEB reiterando a solicitação de fiscalização na unidade; 
  5. Ofício ao Ministério Público denunciando as condições do Hospital, gerando desassistência;
  6. Ofício ao CREMEB, avisando que o Hospital Santa Tereza está em movimento paredista, e assim, os médicos não assumirão seus postos de trabalho.

Paralisação dos Médicos em Ribeira do Pombal



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Denuncie quem não paga:

Acompanhe o Sindimed:

    
  • [yop_poll id=”1″]



  • sindimed.com.br ©2019 Todos os direitos reservados.