• Sindicato dos médicos
    Sindimed Sindimed

    Médicos de UPAs podem parar por problemas na gestão

    Postada em 7 de fevereiro de 2018 as 13:57
    Compartilhe:


    Salários de dezembro estão atrasados e sem previsão de pagamento

    Às vésperas da maior festa de rua do planeta, o presidente do Sindimed, Francisco Magalhães,  recebeu denúncia de que os profissionais de diversas UPAs de Salvador, geridas pela prefeitura, estão sem receber os salários de dezembro.

    O provento, que deveria ser pago até o dia 25 de janeiro, não foi liberado. As empresas que administram as unidades, por sua vez, afirmam que não têm previsão para o pagamento. Diante dessa conjuntura, caso a prefeitura não honre o compromisso, muitos profissionais já cogitam iniciar um movimento de paralisação.

    As denuncias de atraso envolvem unidades dos seguintes bairros: Brotas, São Cristovão, Pirajá, Tancredo Neves, Penambués e Paripe. O sindicato já encaminhou ofício Ministério Público, Cremeb , Sesab, Prefeitura denunciando a situação.

    Três UPAs já estão em greve contra Reda da Prefeitura 

    Neste caso, o motivo não é reajuste nem aumento de salário, a paralisação é para que a Prefeitura cancele edital que trará prejuízos aos médicos e à população. Ao contrário do que dizem os representantes da Prefeitura de Salvador, a greve dos médicos das UPAs do município segue firme. Apesar de a mobilização apontar claramente que o objetivo é a revogação do edital de contratação de novos profissionais via Reda (Regime de Direito Administrativo), os gestores sequer se dignam a discutir o assunto com a categoria.

     

     



    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.