Médicos denunciam condições críticas de trabalho no PA de Cajazeiras 8

Postada em 6 de setembro de 2018 as 16:22
Compartilhe:


Preocupados principalmente com as condições de segurança no Pronto Atendimento de Cajazeiras VIII, médicos da unidade fizeram uma reunião com o Sindimed, na noite da última terça (4/09), buscando apoio do Sindicato para superar as dificuldades enfrentadas.

A unidade, vinculada à Sesab atende com profissionais em regime de plantões de 12 e 24 horas, contratados através da Fundação José Silveira (FJS) e também estatutários. Mas, os médicos reclamam das precárias condições de trabalho.

Desde 2015 faltam insumos e materiais na unidade. Além disso, são frequentes os problemas nas escalas. É comum trabalhar com equipe reduzida por falta de substitutos dos colegas em licença, férias etc. A Sesab não autoriza a substituição e a FJS também não faz as substituições que são de sua responsabilidade.

Em 2016, os médicos levaram uma denúncia ao Ministério Público, pedindo solução para os problemas. O assunto foi também informado ao Sindimed. A unidade ficou, por exemplo, sem diretor médico por aproximadamente um ano. De agosto de 2016 até outubro de 2017, não havia diretor técnico.

Vidas em risco

A queixa principal, porém, é que estão sem policiamento, numa área em que é pública e notória a atuação de pelo menos duas facções criminosas. Em agosto de 2016 fizeram ofício solicitando policiamento, mas até hoje não obtiveram qualquer resposta da Sesab.

Outra queixa dos médicos é quando ao constante atraso da FJS no pagamento das férias, que geralmente é feito com atraso, isso quando pagam, porque já houve casos em que os profissionais não receberam a remuneração desse período. Somam-se a isso as falhas constantes nos recolhimentos do FGTS e eventuais do INSS.

O Sindimed está encaminhando ofício à Sesab e à FJS, solicitando agendamento de reunião com os gestores para tratar dos problemas apontados pelos médicos, especialmente da questão da segurança, que põe em risco a vida dos profissionais. O Sindicato vai também averiguar os atrasos salariais, o problema das escalas e cobrar a regularização do recolhimento de FGTS e INSS.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by Ajaxy

Denuncie quem não paga:

Acompanhe o Sindimed:

    


  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.