Médicos do INTS fazem assembleia dia 10 para discutir paralisação

Postada em 7 de agosto de 2017 as 16:38
Compartilhe:


Os médicos das unidades da Sesab (maternidades do Roberto Santos, Tsylla Balbino, IPERBA, Albert Sabin e HGE2) que são terceirizados pela INTS vão parar a partir do próximo dia 15 caso a empresa e o Governo do Estado não corrijam os diversos problemas vivenciados pelos profissionais.

Logo após o anúncio da greve, o chefe de Gabinete da Sesab, Luiz Cláudio Guimarães, se reuniu com representantes dos médicos na sexta-feira passada e anunciou que estaria pagando a empresa até a última segunda-feira (7), o que ainda não ocorreu. O repasse possibilitaria ao INTS pagar os médicos. Guimarães se comprometeu também a corrigir eventuais reduções de postos de trabalho. Para tanto, os coordenadores dos serviços devem notificar à Diretoria Geral da Rede Própria (DGRP) os postos de trabalho que foram cortados.

Na próxima quinta-feira (dia 10) a partir das 11h, ocorrerá uma nova reunião na Secretaria de Saúde do Estado da Bahia para avaliar a evolução das tratativas. O Ministério Público do Trabalho, Ministério Público Estadual e o Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb) já foram notificados sobre a paralisação.

Pauta de reivindicações:

– Regularização do pagamento dos salários, respeitando-se a sua integralidade e o prazo legal de cinco dias úteis do mês subsequente

– Regularização do contrato de gestão das unidades, tendo em vista que o atual é temporário e está vencido, gerando insegurança entre os profissionais

– Recomposição do número de postos de trabalho, reduzidos nos últimos meses nas referidas unidades de saúde

– Regularização do pagamento do adicional noturno, FGTS e demais verbas trabalhistas

– Garantia do adicional de plantões de fim de semana

– Reformulação das informações prestadas no contracheque a fim de sanar as obscuridades evidenciadas

– Garantia do pagamento de plantões extras para substituição dos médicos estatutários em licença ou férias

– Manutenção da escala de plantões conforme necessidade do serviço, determinada pelo seu respectivo coordenador

– Retomada da consignação dos médicos estatutários estaduais ao Sindimed, recentemente suspensa pelo Governo Estadual

                                    ****

Sindicalize-se/Recadastre-se, o Sindicato não pode parar

O Governo do Estado de maneira irresponsável cancelou as consignações ameaçando a existência do Sindimed. Acesse http://www.sindimed-ba.org.br/sindicalize-se ou ligue para 3555 2561 / 3555 2566 / 3555 2557

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.