Médicos também protestam no dia 5 contra reforma da Previdência

Postada em 30 de novembro de 2017 as 23:07
Compartilhe:


A categoria médica aprovou a adesão à greve nacional contra a reforma da Previdência, convocada pelas centrais sindicais para a próxima terça-feira, 5 de dezembro. A decisão foi tomada em assembleia, na noite desta quinta-feira (30), na sede do Sindimed.

A reforma da Previdência, já vem sendo debatida há tempos pelos médicos baianos. O assessor jurídico do Sindicato, Dr. Celso Vedovato, apresentou aos médicos, em assembleia anterior, uma análise detalhada que demonstra a saúde financeira da Seguridade.

A Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip), também já demonstrou matematicamente que a Previdência é superavitária. A entidade chegou a lançar, em agosto de 2016, uma cartilha para esclarecer detalhes sobre o tema.

O aumento o tempo de contribuição e da idade mínima para aposentadoria (65 anos homens e 62 anos mulheres), que o governo Temer tenta impor ao País não se justifica. Por trás da proposta de Temer estão os objetivos gananciosos do grande capital. Os bancos querem lucrar ainda mais com os planos privados de previdência.

Além de envolver a população nesse importante debate para construir uma mobilização de resistência, a mobilização tem também o objetivo de pressionar os deputados e senadores para que rejeitem a proposta.

O protesto deverá englobar também a defesa dos direitos dos trabalhadores, duramente atingidos pela nova legislação trabalhista.

A agenda da mobilização inclui manifestação em frente ao Shopping da Bahia (antigo Iguatemi), às 6h da manhã. E passeata no Centro de Salvador, com saída da praça do Campo Grande, às 15h.

 

assemb_ref_previd-9625



Uma resposta para “Médicos também protestam no dia 5 contra reforma da Previdência”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.