Médicos voltam a repudiar declarações levianas e arrogantes do ministro da Saúde

Postada em 14 de setembro de 2017 as 17:32
Compartilhe:


Médicos manifestaram junto ao Sindimed seu repúdio às recorrentes afirmações desrespeitosas do ministro da Saúde, Ricardo Barros, engenheiro de formação e que em nada se identifica com a realidade da profissão. Quase sempre de maneira arrogante, o ministro deixa claro estar a serviço de uma política de desmonte da saúde pública, demonstrando seu posicionamento contrário às melhorias salariais e de carreira para os trabalhadores. Ele chega a afirmar levianamente que muitos médicos não dispensam à profissão o empenho necessário.

Uma das últimas ofensas dirigidas à categoria (e motivo de mais um repúdio à sua conduta à frente do MS) ocorreu no Acre, num encontro com parlamentares, sindicalistas e membros de movimentos sociais. Ali, Barros disse que parte da violência sofrida por profissionais médicos e outros profissionais nas unidades de saúde é culpa do mal atendimento que esses mesmos profissionais prestam à população. Afirmações como esta só reforçam a certeza de desconhecimento do ministro a respeito da realidade do serviço público de saúde, onde a recorrente falta de medicamentos e outros materiais de trabalho reduz a qualidade do serviço e deteriora a relação médico-paciente.

Sem falar nos constantes atrasos salariais ou mesmo calotes, praticados em boa parte por empresas terceirizadas, que precarizam as relações de trabalho ao desprezar a CLT. Agressões verbais e até físicas são comuns notadamente em postos de saúde, onde a segurança é precária ou mesmo inexistente. É lamentável e inaceitável que o titular da mais importante pasta da área da saúde no país não conheça suficientemente os mais graves problemas de classe médica ou, se os conhece, demonstre total indiferença às reivindicações da categoria.

MAIS RESPEITO AOS MÉDICOS E FORA BARROS!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.