NOTA DE REPÚDIO

Postada em 26 de março de 2020 as 20:20
Compartilhe:


NOTA DE REPÚDIO

O governador da Bahia, Rui Costa, e seu secretário, um médico, na calada da noite, deram um golpe monumental nos médicos da Bahia. Como se não bastasse todo o sofrimento que vem sendo imputado aos nossos colegas, que estão na linha de frente da maior batalha de suas vidas, muitas vezes sem EPIs, as entidades de classe foram agora surpreendidas com mais essa péssima atitude dos nossos governantes.
O Sindimed-ba, o Cremeb-BA e a Associação Bahiana de Medicina repudiam qualquer forma de contratação que desrespeite a categoria médica. Contratação via PJ e credenciamento de médicos por sorteio, em meio à pandemia de covid-19, é uma forma de se aproveitar de uma situação de emergência para aviltar toda uma categoria no seu momento mais frágil. A SESAB/BA tenta contratar médicos de 66 especialidades, para atuar em 28 hospitais da rede própria, em seleção a ser feita por sorteio, sem que seja necessário comprovar qualidade técnica e/ou experiência. Faz uso da crise para ressuscitar modelos de contração que tem por finalidade burlar a necessidade do Estado abrir concurso público para ocupar as mais de 3.851 vagas existentes para o cargo de médico, sendo que o último foi feito há mais de 10 anos. Solicitamos fortemente que a SESAB/BA desista desse modelo de contratação.
O Sindimed-ba, o Cremeb-BA e a Associação Bahiana de Medicina seguem na luta pelo direito dos médicos e pelo respeito a categoria.

NOTA DE REPÚDIO   O governador da Bahia, Rui Costa, e seu secretário, um médico, na calada da noite, deram um golpe monumental nos médicos da Bahia. Como se não bastasse todo o sofrimento que vem sendo imputado aos nossos colegas, que estão na linha de frente da maior batalha de suas vidas, muitas vezes sem EPIs, as entidades de classe foram agora surpreendidas com mais essa péssima atitude dos nossos governantes. O Sindimed-ba, o Cremeb-BA e a Associação Bahiana de Medicina repudiam qualquer forma de contratação que desrespeite a categoria médica. Contratação via PJ e credenciamento de médicos por sorteio, em meio à pandemia de covid-19, é uma forma de se aproveitar de uma situação de emergência para aviltar toda uma categoria no seu momento mais frágil. A SESAB/BA tenta contratar médicos de 66 especialidades, para atuar em 28 hospitais da rede própria, em seleção a ser feita por sorteio, sem que seja necessário comprovar qualidade técnica e/ou experiência. Faz uso da crise para ressuscitar modelos de contração que tem por finalidade burlar a necessidade do Estado abrir concurso público para ocupar as mais de 3.851 vagas existentes para o cargo de médico, sendo que o último foi feito há mais de 10 anos. Solicitamos fortemente que a SESAB/BA desista desse modelo de contratação. O Sindimed-ba, o Cremeb-BA e a Associação Bahiana de Medicina seguem na luta pelo direito dos médicos e pelo respeito a categoria.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Perdeu seu posto de trabalho?

COVID-19 EPIs

Denuncie quem não paga:

Acompanhe o Sindimed:

    


  • sindimed.com.br ©2019 Todos os direitos reservados.