Nota pública: Sindicalização é prioridade

Postada em 21 de julho de 2017 as 11:03
Compartilhe:


O Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia (Sindimed) posiciona-se firmemente contra a postura desagregadora que, através de mensagens anônimas, tem circulado nas redes sociais alardeando um suposto boicote à sindicalização dos médicos por parte deste Sindicato.

Trata-se uma afirmação leviana, irresponsável e sem respaldo nos fatos, que merece o repúdio de todos os profissionais comprometidos efetivamente com as lutas da categoria. As mensagens partem, certamente, de pessoas cujo objetivo inconfesso é a desagregação, no sentido de enfraquecer a organização e a luta dos médicos.

O que, em outros momentos, já seria danoso para as conquistas históricas da classe, reveste-se de especial gravidade agora, quando os trabalhadores enfrentam duros ataques a seus direitos. Tais mensagens, na verdade, reforçam um sistema que impõe reformas brutais, como a trabalhista e a previdenciária.

Quem vivencia e acompanha de verdade a dura realidade dos médicos sabe que, bem ao contrário, o Sindimed vem reforçando a sindicalização. Nesse sentido, inclusive, especialmente nos últimos meses, tem intensificado campanhas, através das redes sociais e de visitas presenciais às unidades, recadastrando e sindicalizando todos os médicos que assim o desejem.

Vale registrar que o Sindicato enfrenta ainda, neste momento, uma injustificável investida do Governo do Estado que, indevidamente e de forma abrupta, suspendeu o desconto das mensalidades dos médicos da Sesab. Um claro desrespeito à liberdade e autonomia sindicais.

A diretoria do Sindimed conhece e cumpre suas responsabilidades de representação do conjunto da categoria – seja do setor privado ou público – e reafirma aqui que a campanha de fortalecimento do Sindicato continua.

FORTALEÇA SEU SINDIMED!

SINDICALIZE-SE! RECADASTRE-SE!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.