Planserv: suspensão dos atendimentos eletivos continua

Postada em 13 de junho de 2019 as 20:00
Compartilhe:


Mais uma vez, os médicos que prestam atendimentos através do Panserv reuniram-se em assembleia, no dia 11 de junho, para avaliar a mobilização e decidir pela continuidade da suspensão dos atendimentos eletivos. Na oportunidade, foi abordada ainda a audiência realizada no Ministério Público do Estado (MPE), no início deste mês.

Os relatos dos profissionais na assembleia indicam claramente que – embora o governo do estado negue -, existe hoje uma desassistência silenciosa aos usuários do plano. Além das cotas de consultas e procedimentos impostas pelo Panserv, a situação é decorrente da insensibilidade do governo em negociar as reivindicações dos médicos (ver quadro no final da matéria). O impacto produzido pela suspensão dos atendimentos eletivos muitas vezes não é visível porque não há como registrar os casos não atendidos.

Lamentavelmente, o governo prefere gastar rios de dinheiro com propaganda enganosa a encarar com seriedade a negociação com a categoria médica no sentido de valorizar os serviços e ampliar a capacidade de atendimento aos usuários e seus familiares.

Desrespeito

Desde que foram abertas as negociações com o Planserv, 15 especialidades médicas vem buscando solução para as defasagens e a desatualização dos procedimentos cobertos pelo plano. A pauta de reivindicações foi entregue no dia 4 de abril deste ano.

Mesmo cumprindo todas as exigências do Planserv na condução do processo negocial, desde a data da entrega das propostas nenhum retorno foi dado à categoria médica. Pior ainda. O Planserv simplesmente cancelou, unilateralmente,  reuniões previamente agendadas.

Ministério Público cobra respostas

Na última audiência realizada no MPE, com a promotora Rita Tourinho, no dia 3 de junho, o Planserv voltou a ser cobrado sobre a condução das negociações com as especialidades médicas. A promotora questionou, também, as formas diferenciadas de contratação de serviços médicos que resulta em diferenciação inaceitável entre as especialidades.

No próximo dia 3 de julho, ocorre nova audiência no MPE, com a participação do Sindicato dos Servidores Públicos do Estado da Bahia e do vereador Cezar Leite, tendo como pauta os usuários do plano.

 


Veja as reivindicações das 15 especialidades médicas, apresentadas ao Planserv no dia 04/04/2019:

  1. Ampliação do rol de procedimentos médicos;
  2. Fim das quotas de atendimento;
  3. Contratualização do Planserv diretamente com as especialidades médicas e
  4. Implantação da tabela de honorários médicos, com a mudança de valoração dos pacotes de 2005 para 2012, modificação dos portes cirúrgicos e outros ajustes  contidos nas propostas com estudo de impacto financeiro encaminhado por cada especialidade que aderiu à paralisação contra o Planserv.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Denuncie quem não paga:

Acompanhe o Sindimed:

    
  • [yop_poll id=”1″]

  • Enquete

    Novos Convênios

    O Sindimed está atualizando e ampliando sua carteira de convênios e parcerias.

    Participe dessa enquete fazendo sugestões de produtos e serviços que você gostaria de ver incluídos no Guia de Convênios do Sindicato.

    A exemplo de: Cursos, Escolas, Lojas,Restaurantes, Salões de Beleza, Postos de Gasolina etc...



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.