Pleito das entidades médicas para seguro dos que atuam na linha de frente da covid-19 está em tramitação na Bahia

Postada em 16 de maio de 2020 as 14:19
Compartilhe:


O governador Rui Costa finalmente reconheceu a pertinência do pleito de seguro de vida e de renda para profissionais da área de saúde. Desde o mês de março, o Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia, o Cremeb-BA e a Associação Bahiana de Medicina apresentaram o requerimento de que fosse contratado seguro de vida e de renda para os que estão na linha de frente na pandemia da covid-19 e forem contaminados pelo coronavírus. O Governo anunciou que a demanda segue para a Assembleia Legislativa, através de projeto de lei, na próxima segunda-feira, 18 de maio.
“Nós das entidades médicas da Bahia encaminhamos formalmente a demanda, solicitando que fosse em contemplados não apenas os médicos, mas também para os demais profissionais que atuam na saúde. Preocupados com os que estão enfrentando jornadas extenuantes e com exposição a enorme carga viral, entendemos que a contratação de seguro seria uma medida imprescindível”, afirma a presidente do Sindimed, Dra. Ana Rita de Luna Freire Peixoto.
A dirigente explica que as entidades médicas reiteraram fortemente, nos últimos 60 dias, o pleito do seguro tendo em vista inclusive a situação de precariedade de vínculo ao qual estão submetidos os médicos que atuam por meio de pessoa jurídica, através de contratações diretas ou por meio de organizações sociais. Essa parcela inclusive é predominante, porque há mais de dez anos o Governo da Bahia não realiza concurso público.
“Nós entramos com pedido na Justiça e formalizamos solicitações também a todos os parlamentares da Bahia. Inicialmente apenas a Prefeitura Municipal de Salvador acolheu o requerimento, aprovando a proposta na Câmara de Vereadores”, conta Dra. Ana Rita.

Pleito das entidades médicas para seguro dos que atuam na linha de frente da covid-19 está em tramitação na Bahia   O governador Rui Costa finalmente reconheceu a pertinência do pleito de seguro de vida e de renda para profissionais da área de saúde. Desde o mês de março, o Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia, o Cremeb-BA e a Associação Bahiana de Medicina apresentaram o requerimento de que fosse contratado seguro de vida e de renda para os que estão na linha de frente na pandemia da covid-19 e forem contaminados pelo coronavírus. O Governo anunciou que a demanda segue para a Assembleia Legislativa, através de projeto de lei, na próxima segunda-feira, 18 de maio.  “Nós das entidades médicas da Bahia encaminhamos formalmente a demanda, solicitando que fosse em contemplados não apenas os médicos, mas também para os demais profissionais que atuam na saúde. Preocupados com os que estão enfrentando jornadas extenuantes e com exposição a enorme carga viral, entendemos que a contratação de seguro seria uma medida imprescindível”, afirma a presidente do Sindimed, Dra. Ana Rita de Luna Freire Peixoto.  	A dirigente explica que as entidades médicas reiteraram fortemente, nos últimos 60 dias, o pleito do seguro tendo em vista inclusive a situação de precariedade de vínculo ao qual estão submetidos os médicos que atuam por meio de pessoa jurídica, através de contratações diretas ou por meio de organizações sociais. Essa parcela inclusive é predominante, porque há mais de dez anos o Governo da Bahia não realiza concurso público. 	“Nós entramos com pedido na Justiça e formalizamos solicitações também a todos os parlamentares da Bahia. Inicialmente apenas a Prefeitura Municipal de Salvador acolheu o requerimento, aprovando a proposta na Câmara de Vereadores”, conta Dra. Ana Rita.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Seguro Saúde

Perdeu seu posto de trabalho?

COVID-19 EPIs

Denuncie quem não paga:

Acompanhe o Sindimed:

    


  • sindimed.com.br ©2019 Todos os direitos reservados.