• Sindicato dos médicos
    Sindimed Sindimed

    Princípio de incêndio expõe precariedade do Hospital Municipal de Teixeira de Freitas

    Postada em 6 de março de 2018 as 17:01
    Compartilhe:


    Um princípio de incêndio atribuído à precariedade da fiação elétrica deixou ainda mais transtornadas as equipes de saúde do Hospital Municipal de Teixeira de Freitas, cuja rotina é de carência material e de pessoal. O incidente aconteceu na manhã de segunda-feira (05) no conforto médico, mobilizando de imediato o pessoal de plantão, que com muito esforço evitou danos piores antes mesmo da chegada dos bombeiros.

    O presidente do Sindimed, Francisco Magalhães, reforçou a cobrança por melhores condições de funcionamento do hospital, num pedido feito especialmente ao Ministério Público da Bahia, Sesab, ao prefeito e à Defesa Civil daquela cidade do sul baiano. Segundo relatos feitos logo após o sinistro, a fiação elétrica precisa ser revista, para acabar com a sobrecarga. Paralelamente a esta fragilidade, é necessário o fornecimento regular de insumos básicos para o trabalho diário num hospital de grande importância na região.

    Danos não foram maiores graças ao empenho da equipe de plantão

    Por tudo isso, os médicos enfrentam uma rotina de estresse e insatisfação. Aliás, uma insatisfação agravada pela resistência da prefeitura em não convocar aprovados em concurso público realizado no primeiro semestre de 2016. Segundo Francisco Magalhães, houve inclusive um acordo feito com a prefeitura neste sentido, mas, um ano e meio depois, ninguém ainda foi chamado. O fogo iniciado na sala de repouso danificou aparelhos elétricos e colocou e risco o centro cirúrgico, conforme relato de um médico, feito ao Sindimed. Uma das fotos por ele enviadas é a de um extintor de incêndio que exibe a palavra ‘vazio’ numa fita adesiva.

    ASSISTA VÍDEO ABAIXO

     

    CLIQUE AQUI E LEIA OFÍCIO ENVIADO AO PREFEITO



    Uma resposta para “Princípio de incêndio expõe precariedade do Hospital Municipal de Teixeira de Freitas”

    1. […] A crise do hospital já vem se anunciando há muito tempo, mas um alerta ainda maior soou na última segunda-feira (5), quando houve princípio de incêndio no conforto médico, quase se alastrando para o centro cirúrgico. Nem sequer extintores com carga os funcionários encontraram para combater o sinistro (leia matéria). […]

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.