Sindimed atua contra arbitrariedades da Prefeitura de Salvador

Postada em 15 de setembro de 2017 as 18:29
Compartilhe:


Após a proposta de acabar com uma gratificação no REDA, os médicos da Prefeitura de Salvador são vitimas de mais uma arbitrariedade da administração municipal. Os profissionais com outros vínculos públicos foram intimados a apresentar uma série de documentos, muitos dos quais de difícil obtenção e/ou fora da responsabilidade do servidor, dentro de um prazo de 10 dias corridos sob pena de corte de salário. Causa estranheza ainda o fato de que os médicos já haviam repassado à Secretaria de Saúde a situação de seus vínculos públicos no início deste ano.

O presidente do Sindimed, Francisco Magalhães, acionou a assessoria jurídica a qual apresentará um parecer quanto a possível impugnação da medida até o próximo dia 16. Os médicos sindicalizados, com situações particulares, podem ainda agendar uma consulta jurídica através do telefone 3555-2555. Foram solicitados esclarecimentos a Secretaria Municipal de Saúde e Tribunal de Contas da União, órgão que supostamente solicitou a medida.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.