Sindimed-BA se solidariza com os usuários do Planserv e repudia posicionamento do governador, que tenta transferir para os médicos as limitações no atendimento à população

Postada em 12 de junho de 2018 as 23:22
Compartilhe:


O Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia se solidariza com a toda a população que precisa e está impedida de ter acesso à atendimento, por conta da crescente redução no orçamento para a saúde, em especial pelas crescentes limitações impostas aos prestadores na oferta de atendimento aos usuários do Planserv. Repudia também o posicionamento equivocado ao tentar desviar para os médicos a responsabilidade pela imposição financeira que reduz o número de consultas, sem oferecer uma resposta efetiva ou crível para a Sociedade Baiana.

O Plano de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos da Bahia (Planserv) possui o maior número de vidas (beneficiários) no estado. “O governador não explica sobre o foco principal dos transtornos aos usuários do Plansev, que são os cortes na oferta do serviço aos beneficiários, por conta da limitação orçamentária que eles criaram”, afirma a presidente do Sindimed-BA, Dra. Ana Rita de Luna. Acrescenta que “Os pacientes estão tendo dificuldade no acesso a consultas e exames e o governador tira o foco, não responde a essas demandas da população no campo da saúde e tenta colocar o manto de desconfiança em toda a classe médica. Os médicos não vão concordar com isso.”
Ela detalha que todos que trabalham com o Planserv, gerido pela Secretaria da Administração (Saeb) do governo da Bahia, estão limitados, visto que há um decréscimo no volume de consultas, pela determinação de cotas. Ou seja, que há uma diminuição no número mensal de consultas e de procedimentos que o governo autoriza para atendimento. “Cada vez mais, eles reduzem o acesso dos pacientes que necessitam de tratamento. Inclusive, em muitos casos, são aposentados, que têm várias doenças”.
Dra. Ana Rita relata que “as limitações impostas através do Planserv têm dificultado, em muito, o adequado atendimento, muitas vezes deixando essa população de usuários em situação dramática”. Ela assevera que o Sindimed-BA repudia práticas ilegais e acredita que, se existem suspeitas de fraudes em algum lugar, precisam ser averiguadas e medidas adequadas tomadas pelas autoridades. Todos os prestadores fazem autorização prévia aos procedimentos e após a realização são auditados, há tempos, o que contraria a fala do gestor governamental.
“Mas não vamos aceitar a suspeição generalizada dos profissionais da Medicina. Repudiamos o fato do governador, além de manter a população em situação difícil, reduzindo paulatinamente o acesso do usuário aos serviços de Saúde por meio do Planserv, ainda tente empurrar  as responsabilidades para os médicos”, declara. Dra. Ana Rita diz ainda que com os problemas do Planserv “Os médicos padecem junto à população, sendo imperioso que ela esteja consciente sobre as reais fontes das dificuldades do seu acesso aos serviços de saúde”. Os médicos querem atender seus pacientes!

Dra. Clarice Saba
Diretora de Comunicação e Imprensa



5 respostas para “Sindimed-BA se solidariza com os usuários do Planserv e repudia posicionamento do governador, que tenta transferir para os médicos as limitações no atendimento à população”

  1. Leda disse:

    Sim o Sindicato se compadece mas nao fala sobre o tema que vcs colocaram sobre os funcionarios

  2. Maria Verônica disse:

    Logo vi que, o posicionamento do governador estava injusto e disfarçado, porém não me convenceu.
    Tristeza a População PLANSERV não enxergar a manobra truculenta do Governador do Estado. Acho absurdo que o sindicato dos professores não se posicione contra essa ação Cruel, injusta e desnecessária contra seu funcionalismo.
    Agradeço aos médicos pelo compromisso mantido diante os cuidados com seus pacientes.
    Deveríamos nos juntar e fazer uma grande manifestação entre aquele que oferece ao Brasil saúde e formação acadêmica. Médicos e professores duas potências que não são respeitados como merecem.

  3. Christovam Monteiro de Almeida disse:

    Apresento o meu apoio à contestação desse comportamento do governador Rui Costa, com relação ao Planserv.

  4. Djalma Bacellar disse:

    Concordo com o sindicato dos médicos qto a avaliação do planserv atualmente plano de gestão nazista com o objetivo de exterminar os funcionários públicos do Estado da Bahia igual a Adolf Hitler na Polônia com os judeus.
    Estou a 18 dias aguardando a medicação quimioterapica p tratar de um câncer no cérebro e negado todos os dias.
    São mais de 400 mil servidores públicos.
    Vamos nas urnas em outubro dar a resposta, juntamente com seus familiares e amigos, não votando nos parlamentares que dão apoio à esse governo que trata os funcionários públicos com extrema crueldade.
    Governador; sua próxima foto q será distribuída nos gabinetes dos órgãos públicos , Não esqueça o BIGODE de Hitler.

  5. Deroaldo Andrade disse:

    Quero agradecer ao sindmed, pelo posicionamento contra essa atitude cruel do governo da Bahia, moro em Itabuna e estou desde novembro com uma requisição de internação para uma cirurgia, porém o internamento está suspenso na Santa casa, seria bom os sindicatos dos servidores, nos representasse nesta causa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by Ajaxy

Denuncie quem não paga:

Acompanhe o Sindimed:

    


  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.