Sindimed-BA solicita ao MP e ao MPT que cobrem à rede pública e privada de saúde requisitos indispensáveis no combate à pandemia do Covid-19

Postada em 24 de março de 2020 as 20:26
Compartilhe:


 

O Sindimed-BA, levando em conta as medidas que devem ser adotadas no combate à pandemia do coronavírus, encaminhou ofícios com requerimentos ao Ministério Público do Estado da Bahia e ao Ministério Público do Trabalho da 5ª Região. Em defesa dos médicos da Bahia, o Sindicato solicitou que sejam expedidas recomendações ou que seja aberto um inquérito civil  visando assegurar que entes públicos e privados cumpram obrigações indispensáveis à segurança de trabalho da categoria.
De acordo com a presidente, Dra. Ana Rita de Luna Freire Peixoto, um dos pontos solicitados pelo Sindicato é que os médicos com comorbidades pré-existentes (diabetes, hipertensão, doenças respiratórias crónicas, etc) e idosos sejam afastados de qualquer consulta, atendimento ou procedimento voltado para pacientes que estejam com suspeitas ou diagnosticados com Covid-19.
“Vale observar que a medida é de gestão de pessoal, não implicando, de maneira alguma, em redução do número de médicos à disposição dos serviços de saúde, pois eles estarão prontos para prestar atendimento aos pacientes não contaminados, por exemplo, com câncer, hipertensos, com traumatismos, etc.”, afirma a dirigente.
Outra solicitação apresentada ao MP e ao MPT é no sentido de que seja exigido às clínicas e hospitais o indispensável fornecimento de equipamentos de proteção individual adequados. “Precisamos também que os hospitais da rede privada do Estado da Bahia sejam obrigados a reservar aos profissionais de saúde, inclusive os médicos, que receberão alta carga viral, espaço adequado de estadia e repouso entre suas jornadas e plantões, de maneira a preservar seus familiares do risco de contaminação”, afirma.
O Sindimed também apresentou o pleito de que seja assegurado aos médicos terceirizados, estejam eles vinculados à rede pública ou privada, remuneração no período de afastamento por suspeita ou diagnóstico confirmado de Covid-19.

#mp #mpt #hospitais #epis
#coronavirus #coronavirusbahia #coronavirusbrasil #médicosdabahia #sindimed #covid19
#ConcursoSalvador
#médicosdesalvador #medicinaemsalvador #Profissionaisdesaúde #prefeituradesalvador #salvadorbahia
#governodabahia #sms #sesab

 

O Sindimed-BA, levando em conta as medidas que devem ser adotadas no combate à pandemia do coronavírus, encaminhou ofícios com requerimentos ao Ministério Público do Estado da Bahia e ao Ministério Público do Trabalho da 5ª Região. Em defesa dos médicos da Bahia, o Sindicato solicitou que sejam expedidas recomendações ou que seja aberto um inquérito civil  visando assegurar que entes públicos e privados cumpram obrigações indispensáveis à segurança de trabalho da categoria. De acordo com a presidente, Dra. Ana Rita de Luna Freire Peixoto, um dos pontos solicitados pelo Sindicato é que os médicos com comorbidades pré-existentes (diabetes, hipertensão, doenças respiratórias crónicas, etc) e idosos sejam afastados de qualquer consulta, atendimento ou procedimento voltado para pacientes que estejam com suspeitas ou diagnosticados com Covid-19.  “Vale observar que a medida é de gestão de pessoal, não implicando, de maneira alguma, em redução do número de médicos à disposição dos serviços de saúde, pois eles estarão prontos para prestar atendimento aos pacientes não contaminados, por exemplo, com câncer, hipertensos, com traumatismos, etc.”, afirma a dirigente. Outra solicitação apresentada ao MP e ao MPT é no sentido de que seja exigido às clínicas e hospitais o indispensável fornecimento de equipamentos de proteção individual adequados. “Precisamos também que os hospitais da rede privada do Estado da Bahia sejam obrigados a reservar aos profissionais de saúde, inclusive os médicos, que receberão alta carga viral, espaço adequado de estadia e repouso entre suas jornadas e plantões, de maneira a preservar seus familiares do risco de contaminação”, afirma.  O Sindimed também apresentou o pleito de que seja assegurado aos médicos terceirizados, estejam eles vinculados à rede pública ou privada, remuneração no período de afastamento por suspeita ou diagnóstico confirmado de Covid-19.    #mp #mpt #hospitais #epis #coronavirus #coronavirusbahia #coronavirusbrasil #médicosdabahia #sindimed #covid19  #ConcursoSalvador #médicosdesalvador #medicinaemsalvador #Profissionaisdesaúde #prefeituradesalvador #salvadorbahia #governodabahia #sms #sesab



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Seguro Saúde

Perdeu seu posto de trabalho?

COVID-19 EPIs

Denuncie quem não paga:

Acompanhe o Sindimed:

    


  • sindimed.com.br ©2019 Todos os direitos reservados.