Sindimed cobra da Prefeitura assinatura do acordo para proteção dos médicos frente à Covid

Postada em 2 de setembro de 2020 as 17:35
Compartilhe:


Em mais uma rodada de negociação na Justiça do Trabalho (TRT), nesta quarta-feira (02), o Sindimed-BA voltou a cobrar da Secretaria Municipal de Saúde de Salvador (SMS), a assinatura do acordo que garante proteção ou afastamento dos locais de trabalho aos médicos que se enquadrem no grupo de maior risco à contaminação pelo coronavírus.

Lamentavelmente já é a segunda audiência em que se aguarda pelo fechamento desse acordo. A representação da prefeitura já afirmou que todos os estudos de viabilidade estão conclusos e que a homologação depende, neste momento, apenas das assinaturas do secretário Leo Prates e do prefeito ACM Neto.

O Sindimed-BA volta a apelar para a sensibilidade dos gestores municipais, no sentido de que estejam atentos às medidas necessárias e urgentes de proteção a vidas humanas em risco.

As negociações no TRT fazem parte de um esforço que vem sendo feito pelo Sindimed-BA para que se evite a judicialização de questões que podem ser resolvidas pela via negocial. As audiências envolvem ainda o Sindifiba, o Sindhosba (que já assinou acordo), a Ebserh (em vias de assinar) e a Prefeitura de Salvador.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Seguro Saúde

Perdeu seu posto de trabalho?

COVID-19 EPIs

Denuncie quem não paga:



Acompanhe o Sindimed:

    


  • sindimed.com.br ©2019 Todos os direitos reservados.