Sindimed cobra do MP apuração de irregularidades em UPA de Conquista

Postada em 11 de agosto de 2017 as 19:19
Compartilhe:


O Sindimed cobra do Ministério Público em Vitória da Conquista a apuração de denúncia sobre recorrentes atrasos salariais e precárias condições de trabalho na Unidade de Pronto Atendimento III (UPA III) daquele município do sudoeste baiano, distante 518 km de Salvador.

O sindicato deseja ver esclarecido se a grave situação decorre de sistemático descumprimento, por parte do Governo do Estado, do repasse financeiro à terceirizada IBDAH (Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar) ou esta administradora neglicencia no seu dever de pagar pontualmente.

Seguindo orientação do próprio MP, representantes da delegacia regional do Sindimed em Conquista visitaram a unidade em diferentes plantões onde atestaram os graves problemas antes denunciados por uma médica que, temendo retaliações, preferiu não se identificar.

Uma reunião sobre o assunto chegou a ser feita ainda no dia 6 de julho na Promotoria Regional de Vitória da Conquista entre o diretor regional do Sindimed Dr. Luiz Carlos Almeida; a promotora de Justiça, Guiomar Miranda de Oliveira; a advogada Daiana Ferreira; um representante do IBDAH, Benedito José Saldanha, além da secretária do Sindimed, Luciana Santiago Lemos.

No último dia 4, a Delegacia Regional Sudoeste I enviou ofício reiterando providências à promotora Guiomar Miranda. No último parágrafo do documento, o delegado Luiz Carlos Almeida ressalta: “Diante de tal descalabro o Sindimed solicita que o MP promova os devidos procedimentos para que tal situação seja esclarecida e resolvida, para que o profissionais não precisem adotar medidas que possam diminuir a oferta de atendimento, tal qual o pedido de demissão”.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.