Sindimed grita Fora Barros! em lançamento de campanha nacional

Postada em 3 de agosto de 2017 as 18:22
Compartilhe:


O Sindimed participou nesta quinta-feira (03) do lançamento nacional do movimento Fora Barros, de protesto contra a gestão de um ministro pertencente a um governo ilegítimo e suas afirmações desrespeitosas em relação à categoria médica. Em Salvador, o ato contra a permanência de Ricardo Barros na pasta da Saúde começou na Praça das Gordinhas, em Ondina, de onde os participantes seguiram para a frente do Cremeb, no mesmo bairro.

img_1953

Um caixão com a foto do ministro era conduzido sobre o carro de som do Sindimed, que a todo momento informava à população sobre sua postura desrespeitosa em relação a uma área tão importante como a saúde pública. Primeiro ministro da Saúde sem formação na área desde 2003, o engenheiro Ricardo Barros assumiu a pasta pelas mãos de Michel Temer. Ainda no mês de sua posse, em maio, Barros defendeu uma revisão do tamanho do Sistema Único de Saúde (SUS).

Com tal afirmação, mostrou total desprezo ao fato de que o SUS foi criado segundo princípios da Constituição de 1988 para atender à toda a população brasileira gratuitamente, sendo um dos poucos sistemas universais de saúde do mundo. Segundo o presidente do Sindimed, Francisco Magalhães, se há um vilão na saúde brasileira, seguramente este não é o médico. O ministro deixa claro que sua gestão preconiza um projeto de desmonte e privatização do Sistema Único de Saúde.

img_20170803_172054

 

 SITE

O Sindimed criou  o site #ForaBarros, que reúne num só espaço notas públicas da classe médica em repúdio às declarações ofensivas do ministro, que vem sucateando a saúde pública. Lá, o médico também pode deixar sua mensagem de repúdio, ler o Manifesto e assinar o abaixo assinado pedindo a imediata exoneração do ministro.

 

Leia cinco das mais preocupantes ‘pérolas’ do ministro da Saúde:

1) Abril de 2017: “Exames com resultados normais são desperdício para o SUS”.

Como assim? Então, exames realizados para a prevenção seriam desnecessários?

2) Agosto de 2016: “Homens trabalham mais, por isso, não acham tempo para cuidar da saúde”.

Com esta frase, ele tenta justificar levantamento segundo o qual 33% dos homens não têm o hábito de usar o sistema de saúde para prevenção. Um dia depois, Barros pediu desculpa e disse ter sido mal interpretado.

3) Maio de 2016: “Na pior das hipóteses, tem efeito placebo. A fé move montanhas”.

A propósito da chamada ‘pílula do câncer’ (fosfoetanolamina), alvo de polêmica discussão sobre sua eventual aprovação sem estudos clínicos que comprovassem sua eficácia.

4) Maio de 2016: “É preciso rever o tamanho do SUS”.

Em entrevista para a Folha de S.Paulo, sobre um sistema pensado segundo princípios da Constituição de 1988 para atender à toda a população brasileira gratuitamente.

5) Maio de 2016: “O mosquito Aedes Aegypti é indisciplinado”

Na coletiva de sua posse, desconsiderando que as más condições de moradia e ausência de saneamento básico em inúmeras regiões brasileiras favorecem a proliferação do vetor da dengue, zica e chikungunya.

                                              ****

Sindicalize-se/Recadastre-se, o Sindicato não pode parar

O Governo do Estado de maneira irresponsável cancelou as consignações ameaçando a existência do Sindimed. Acesse http://www.sindimed-ba.org.br/sindicalize-se ou ligue para 3555 2561 / 3555 2566 / 3555 2557



Uma resposta para “Sindimed grita Fora Barros! em lançamento de campanha nacional”

  1. Jorge Peregrino Braga disse:

    Não há o que esperar de um pseudo ministro de um pseudo governo. Devemos sim mostrar o nosso descontentamento com o que está sendo feito com o SUS e dizer que em 2018 daremos a devida resposta nas urnas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.