Teixeira de Freitas: pacientes morrem por falta de estrutura hospitalar

Postada em 28 de novembro de 2017 as 15:25
Compartilhe:


Em relato chocante, médico do Hospital Regional de Teixeira de Freitas conta que perdeu paciente por não ter como fazer uma tomografia.

whatsapp-image-2017-11-28-at-10-46-25

      Presidente, Francisco Magalhães, em visita ao Hospital 

O Sindimed recebe denúncias diariamente que retratam o abandono dos hospitais pela Bahia. Entretanto, recente denúncia revelou o lado mais cruel da falta de estrutura desses hospitais: a recorrente perda de vidas pela absurda falta de insumos básicos e de equipamentos essenciais para diagnóstico.

Essa é a realidade dos médicos do Hospital Regional de Teixeira de Freitas, extremo sul da Bahia, que trabalham sob a pressão de não ter como ajudar os pacientes por falta de estrutura básica. Entre as queixas, os profissionais denunciaram que atualmente existem vários leitos de UTI fechados por falta de equipamentos que estão estragados sem manutenção.

A situação precária do hospital é uma queixa recorrente. Foi denunciado que tem um paciente em estado gravíssimo (sic), que sofreu infarto, necessitando de vaga na UTI, mas a unidade sequer tem o “kit de acesso central” para que o profissional prossiga com o atendimento. De acordo com o médico, devido a essa situação, o paciente pode vir a óbito.

O tomógrafo, único de toda a região, está estragado há vários meses. Devido à falta desse equipamento o profissional perdeu um paciente, que necessitava do diagnóstico por imagem para dar continuidade ao tratamento. Foi ressaltado que esse não foi o único caso: “pacientes têm morrido por falta desse equipamento”, sinalizou.

Diante da urgência do caso, o Sindimed já encaminhou ofício para o Secretário Municipal de Saúde de Teixeira de Freitas, Rodrigo Kuada Soares, e também para os Ministérios Públicos Federal, do Trabalho e Estadual da cidade. Outro órgão acionado foi o Conselho Regional de Medicina da Bahia (Cremeb).

Audiência pública discutiu  a situação da saúde de Teixeira

Em audiência realizada, no último dia 21 de novembro, na Promotoria de Justiça Regional de Teixeira de Freitas, diversas entidades se reuniram a fim de discutir a situação da saúde do município. Estiveram presentes, Dr. George Elias Gonçalves Pereira, promotor de justiça titular da 5ª Promotoria de Justiça de Teixeira de Freitas; Dr. Italvar Filipe de Paiva Medina, Procurador do Trabalho; Dr André Luis Castro Caselli, Procurador da República; Sr. Rodrigo Kuada Soares, Secretário Municipal de Saúde; Dr. Ivan Holanda, Procurador do Município de Teixeira de Freitas; Dr Paulo Américo Barreto da Fonseca, Procurador Geral do Município de Teixeira de Freitas; Sr José Félix Dos Reis Filho, Presidente do Conselho de Saúde de Teixeira de Freitas; Sr. Francisco Jorge Silva Magalhães, Presidente do Sindimed; Cláudia Bezerra Batista Neves, Advogada do Sindimed; João Carlos Vieira Da Silva, Secretário de Administração e Planejamento de Teixeira de Freitas; Joelma Meira Oliveira Macário, candidata aprovada do concurso Edital 01/2016.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.