UPA do Cabula restringe atendimentos por tempo indeterminado

Postada em 5 de outubro de 2017 as 14:49
Compartilhe:


A partir desta sexta, 6 de outubro, os médicos da UPA do Cabula estão restringindo os atendimentos, por tempo indeterminado, até que as condições de trabalho adequadas sejam restauradas pelo Instituto de Gestão Humanizada (IGH), empresa terceirizada pela Secretaria de Saúde (Sesab) para fazer a gestão da UPA.

A restrição dos atendimentos – decidida praticamente por unanimidade entre os médicos -, já foi comunicada ao próprio IGH, à Sesab, ao Cremeb e ao Ministério Público do Estado. Através de ofício, o Sindimed cobra do secretário de Saúde do Estado, Fabio Vilas-Boas, um posicionamento para que o contrato da IGH seja cumprido e as condições de trabalho normalizadas.

A unidade vem funcionando com sobrecarga insustentável. Além da demanda da área que já é intensa, com frequência muitos pacientes do Hospital Roberto Santos tem sido direcionados para a UPA.

Como se não bastassem as precárias condições de trabalho e, na maior parte do tempo, o ambiente superlotado, os médicos plantonistas estão sem receber salários desde julho, completando agora quatro meses sem pagamento por seus serviços.

Na prática o IGH mostra que de humanizado só tem mesmo o nome, porque a forma como vem tratando profissionais e pacientes é completamente desumana. A situação confirma, mais uma vez, os prejuízos causados pela terceirização dos serviços de saúde. O Sindimed continuará lutando para que a gestão seja feita diretamente pela Sesab e o ingresso dos profissionais ocorra sempre através de concurso público.

Leia mais, clique aqui.

 

upa_cabula

Imagem Google Maps


Uma resposta para “UPA do Cabula restringe atendimentos por tempo indeterminado”

  1. Heloisa cunha da silvac disse:

    A UPA Cabula recebe pacientes da rua e devem regular .
    O HGRS não atende de porta aberta , só regulada (,adultos)

    O atendimento pediátrico é precário na maioria dos casos .

    São mandados à pé meninos de trauma de porte , qq criança que tenha tido uma convulsão , etc.

    Em pediatria sempre foi restrito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.