• Sindicato dos médicos
    Sindimed Sindimed

    UPA de São Marcos: reivindicações não são atendidas e greve dia 12 está mantida

    Postada em 9 de março de 2018 as 09:40
    Compartilhe:


    A partir desta segunda, 12 de março, os médicos da UPA de São Marcos entram em greve. Após tentarem insistentemente a via da negociação, esbarraram na intransigência do IBDAH – empresa terceirizada que faz a gestão da unidade -, que não atendeu as reivindicações aprovadas na assembleia do dia 15 de fevereiro.

    A resistência do IBDAH em negociar ficou evidente, mais uma vez, diante da mobilização dos médicos. O posicionamento da empresa revela o despreparo para atuar na área da saúde pública, onde é preciso um mínimo de sensibilidade e de capacidade de diálogo em prol do interesse da coletividade e não apenas a preocupação com gestão de lucros.

    Inicialmente, a empresa não respondeu a notificação que explicitamente solicitava uma reunião, só se manifestando na audiência de mediação convocada pelo MPT, ocorrida no dia 8. Os gestores não aceitam, por exemplo, pagar até o dia 10 do mês subsequente ou reajustar os valores dos plantões. O máximo que se conseguiu foi o compromisso de tentar pagar até o dia 20 e avaliar a lista de equipamentos com defeitos.

    Ata de audiência – SINDIMED x IBDAH (UPA São Marcos) – 08-03-2018

    Ofício Sindimed 085-2018 – p/ diretoria Upa São Marcos

    Ofício Sindimed 080-2018 – p/ diretoria IBDAH

    Confira a pauta de reivindicações:

    – Regularização imediata do pagamento dos salários dos médicos, com data limite para quitação dos meses em aberto (dezembro e janeiro) e vencendo (fevereiro), até o dia 10 de março.

    – Estabelecer como data limite para pagamento do salário dos médicos o dia 10 do mês subsequente ao trabalhado.

    – Correção da defasagem salarial observada, passando o valor dos plantões de 12h para R$ 1.100, em dias úteis, e para R$ 1.220, em fins de semana.

    – Regularização dos vínculos trabalhistas.

    – Recuperação seguida por adequada manutenção dos equipamentos e materiais que encontram-se em precárias condições de uso.

    – Recomposição da equipe de profissionais em número e com qualificação suficientes para atender a demanda da unidade.



    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.