Sob pressão FESF paga salários atrasados

Postada em 28 de novembro de 2017 as 18:22
Compartilhe:


Com os salários de outubro atrasados, os funcionários da Fundação Estatal de Saúde da Família (FESF) ocuparam a sede da entidade no comércio ontem (27). A pressão surtiu efeito e, no período da tarde, em reunião com os sindicatos de trabalhadores, a diretoria da FESF anunciou que a Sesab já havia liberado os recursos para o pagamento do mês de outubro que será creditado na conta dos funcionários na quarta. Os gestores se comprometeram ainda a pagar a primeira parcela do 13º na quinta-feira.

O Sindimed já havia notificado as autoridades do atraso de salários e cobrado a regularização dos mesmos à FESF.

Diante da recorrência dos atrasos, ficou acertado uma nova reunião para o dia 4, com sindicalistas e gestores para avaliar as medidas para regularização definitiva. Para o vice-presidente do Sindimed, Luiz Américo, a Sesab perdeu o controle da situação financeira. “Estamos vivenciando o mesmo problema de atraso em todos os tipos de contrato, seja OS, seja Fundação. É um problema estrutural, de modelo de gestão”, finalizou Américo.

Funcionários da regulação se queixam dos critérios de produtividade

Os funcionários da FESF contratados para atuar na Regulação do estado se queixam da falta de clareza dos critérios de produtividade que compõe parte significativa do salário. O Sindimed alertou para o problema na reunião e solicitou uma audiência específica para tratar do tema, o que já havia sido feito através de ofício.img_20171127_174327144



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.