Calote tamanho G

Postada em 16 de dezembro de 2019 as 11:01
Compartilhe:


O Instituto Hygia foi contratado pelo Governo do Estado da Bahia através de sua Secretaria de Saúde de forma emergencial no ano de 2017, mesmo com conhecimento divulgado pela imprensa de que a empresa Hygia não possuía credibilidade e idoneidade para prestar um serviço digno à população, o que culminou com a rescisão deste pacto em agosto de 2018, e até o presente momento sem quitação das verbas rescisórias de diversos profissionais de saúde dentre estes, OS MÉDICOS.
Saliente-se que o Governo Estadual vem se furtando em assumir sua responsabilidade insculpida na Lei nº 8.666/93.

Deste modo o SINDIMED – Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia, vem exigir que a administração pública cumpra o seu dever de RESPONSÁVEL SUBSIDIÁRIO vindo assumir as rescisões trabalhistas ainda em aberto. Não se mostrando compatível com o princípio da moralidade a obtenção de benefício pelo Poder Público à custa da lesão de direito fundamental de terceiros, no caso, os trabalhadores.

 

 

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


COVID-19 EPIs

Denuncie quem não paga:

Acompanhe o Sindimed:

    
  • [yop_poll id=”1″]



  • sindimed.com.br ©2019 Todos os direitos reservados.