• Sindicato dos médicos
    Sindimed Sindimed

    DICA CULTURAL: ARTES VISUAIS – FRANCESA E PARAIBANO, JUNTO E MISTURADO

    Postada em 22 de abril de 2016 as 08:44
    Compartilhe:


    Entre ontem e 24 de abril, artistas e quem quiser se reúnem em Curitiba para a primeira edição do Encontro Urban Sketchers Brasil , um movimento dedicado ao desenho de observação. 

    A Praça Tiradentes pelos olhos de Fabiano Vianna, obra constante desse encontro

    O conceito é uma iniciativa do jornalista basco Gabriel Campanario, que retrata o cotidiano da cidade de Seattle (EUA), onde reside, e publica o resultado no que começou como um blog e hoje é o site www.urbansketchers.org
     

    No caso do evento curitibano, uma das apoiadoras é a filial brasileira da editora catalã de muitas artes Gustavo Gilli  que em breve estará na agenda de nossa exposição iniciada este mês na parte externa do SINDIMED.

    Fui tentar 'enlaçar' ainda mais o assunto para um eventual aproveitamento na nossa dica em um portal que já falou muito mais de assuntos como este e me deparei ('dei sorte, será?) com uma resenha que merece a sua leitura e alguns comentários de quem é 'de casa'. Falo da estreia no Brasil dos quadrinhos de temática feminina de Margaux Motin.

    Eu li, agora em 2016, 3 volumes em francês da arte de Margaux Motin, na unidade da Aliança Francesa da Graça (Salvador). Portanto, qualquer pessoa pode folhear lá, também. Me arvoro, de modo cordial, a concordar com tudo o que o resenhador Audaci Junior escreveu, mas quero acrescentar que o traço de Margaux Motin traz um encanto muito especial, de início, você fica numa dúvida muito grande sobre se é 'original' ou não. Bem, depois de sobraçar 3 livrões dela, posso garantir que ela faz contornos e contorções mil com suas formas 'simples'. Portanto, o virtuosismo é algo importante a acrescentar.

     

    Quanto ao catálogo da Nemo, recomendo, muito firmemente, a edição brasileira do volume 1 de uma obra de Regis Loisel que já se pode chamar de 'clássico da Nona Arte europeia: 'Peter Pan'.

    Escolhi escrever sobre algo assinado por Audaci para poder esgrimir, em poucas linhas que sim, existem pessoas que por pensar o quadrinho autoral vão muito além da sua constante defesa. Meu colega resenhador trabalha num jornal diário de João Pessoa e já fez 2 coisas marcantes, que mesmo o 'pessoal de quadrinhos' esquece:

     

    a) ele se deu ao trabalho de editar, montar, reunir elenco, etceterar, quase sem nenhum apoio o filme curto 'Gosto de Ferrugem’ um caso raro de um brasileiro adaptando em cinema uma obra de quadrinhos de autor. No caso, 'Todo o Sal do Mar’, do quadrinhista português José Carlos Fernandes, que já vi 4 vezes e também recomendo. 

    b) mais raro ainda: ele criou a resenha de quadrinhos… em quadrinhos

    Até onde eu sei (e essa é minha praia) nunca, jamais, em quadrante algum, alguém fez isso. Espero que meu colega me permita, em breve, dar uma copiadinha em sua ideia, em outra praia. Veremos…
     

    *Texto e pesquisa de Marko Ajdaric.


    ICQ  694000225
    skype: Marko Ajdaric 
     


     



    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



    sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.