• Sindicato dos médicos
    Sindimed Sindimed

    Dica Cultural: entrevista musical com o médico Lucas Argolo

    Postada em 2 de fevereiro de 2018 as 11:04
    Compartilhe:


     

    O médico Lucas Argolo se apresentou no nosso projeto Fim de Tarde de novembro. Chegou a hora de publicarmos uma entrevista com ele:

    M.A – O que foi que você estreou no nosso sarau, tecnicamente falando?

    Estou fazendo um teste com sons eletrônicos para a execução de minhas musicas autorais em shows ao vivo. Estamos em fase de montagem e fizemos um teste.

    M.A – De onde vem o carisma que você demonstrou; É inato?

    Sim (risos), carisma é geralmente algo inato mesmo, ou você tem ou fica muito difícil de construir isso na atuação ali do corpo a corpo com o publico

    M.A – No seu SoundCloud você informa que é professor da Universidade do Estado da Bahia. Pode nos dizer o que você leciona lá?

    Sou professor da cadeira de psiquiatria, atualmente sou supervisor do internato de psiquiatria que é obrigatório para todos os graduandos de medicina da UNEB, ocorre o treinamento em serviço lá no Hospital Geral Roberto Santos, onde também exerço coordenação.

    M.A – Além de lhe ouvir no SoundCloud, como as pessoas podem adquirir seu disco ‘Todo Azul’?

    Atualmente não tenho um canal comercial formal para isso, a distribuição de discos sofreu enorme queda nos últimos anos e é cada vez mais difícil você ter essa saída. Tenho-os comigo ainda, no momento a pessoa pode entrar em contato que eu mesmo resolvo (risos).

    M.A – Os arranjos são todos seus? A sonoridade e temas bem baianos são escolhas suas?

    Sobre o disco todo Azul o ouvinte vai perceber uma influencia forte do jazz do produtor Marcos de Carvalho, que pensou os arranjos. Neste, tivemos oportunidade de discutir a respeito e trocar ideias, mas no trabalho que estou fazendo atualmente, que ainda será lançado, e que apresentei na projeto Fim de Tarde do Sindmed, tem uma participação muito maior minha nos arranjos, há então diferenças de conceito que o ouvinte vai perceber.

    M.A – Como foi sua passagem por programas do IRDEB?

    Foi maravilhoso, o IRDEB me recebeu com o maior respeito, tanto que fui convidado para 3 programas em sequencia, para apresentar meu trabalho musical: Memória do Radio, Outros Baianos, Especial das seis. Cada programa teve um enfoque diferente, então foram oportunidades muito especiais para levar a publico minha arte.

    M.A – Como surgiu a ideia de um mantra africano na sua música sobre navios tumbeiros?

    Bem eu frequentemente sonho com músicas, músicas inéditas. Muitas delas consigo colocar nas composições quando estou acordado, e essa foi uma delas. A musica Navio Negreiro vem sendo aperfeiçoada ao longo de anos, e atualmente ela é composta por 6 atos. O ultimo foi o mantra, que representa a vida de civilizações africanas antes do inicio do trafico. A ideia veio justo de um sonho em que um negro alto me abordava na rua, dançando uma dança tribal, e me desafiava perguntando se eu queria mesmo fazer “musica de preto”. Quando eu disse que sim, ele dançou com mais vivacidade, e o mantra ecoou no ambiente.

    Texto e pesquisa de Marko Ajdaric.
    https://www.facebook.com/marko.ajdaric.79

    Material exclusivo do Sindicato dos Médicos da Bahia. Não se autorizam cópias, no todo ou em parte.



    Uma resposta para “Dica Cultural: entrevista musical com o médico Lucas Argolo”

    1. Doriane disse:

      Parabéns Dr. LUCAS, que possas entoar aos ouvidos necessitados toda a canção que embeleza a alma e acalma os corações sofridos!! Sucesso mil!!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.