• Sindicato dos médicos
    Sindimed Sindimed

    Dica Cultural: livro fala de Copacabana, do samba-canção e muito mais

    Postada em 5 de janeiro de 2018 as 10:05
    Compartilhe:


    livro
     
    ‘Copacabana – A Trajetória do Samba-Canção (1929-1958)’, é o novo livro de Zuza Homem de Mello, fruto de 13 anos de pesquisas. A obra documenta a história completa de um dos gêneros mais importantes da nossa música: o samba-canção. Desde seu surgimento no teatro de revista, com o sucesso da gravação de “Linda Flor”, por Aracy Cortes, em 1929, até o advento da bossa nova em 1958, o samba-canção foi um dos gêneros preferidos de compositores da linhagen de Ary Barroso, Dorival Caymmi, Cartola, Lupicínio Rodrigues, Tom Jobim e mesmo Noel Rosa, cuja obra, como demonstra Zuza, inclui várias composições que na verdade já eram legítimos sambas-canção.
     
    zuza
     
    Jornalista, musicólogo, produtor e historiador, aos 84 anos, Zuza é o maior especialista em música popular brasileira em atividade.
     
    Zuza constrói, ao longo das mais de 500 páginas de seu trabalho, uma história viva de Copacabana e de suas transformações sociais e culturais. Desde os tempos em que a praia era um lugar ermo lá para os lados da zona sul carioca, quase inacessível.
     
    Com o fechamento dos cassinos em 1946, boa parte do meio artístico da então capital federal migrou para boates e clubes noturnos, que se concentraram especialmente em Copacabana, bairro-ícone do Rio de Janeiro. Entre 1946 e 1958 o samba-canção foi o gênero de maior sucesso da música brasileira. Com seu cativante ritmo, propício para se dançar colado ao parceiro, e sua temática romântica, ele invadiu a noite carioca e conquistou o país nas vozes de intérpretes como Linda Batista, Dick Farney, Dalva de Oliveira, Nora Ney, Elizeth Cardoso, Dolores Duran e Maysa — as duas últimas também excelentes compositoras. Ao mesmo tempo que o samba-canção cultivava harmonias mais sofisticadas e modulações, que abriram caminho para a bossa nova, ele tinha também uma vertente extremamente popular, com campeões de vendas como Angela Maria, Nelson Gonçalves e Cauby Peixoto.
     
    Estudo amplo, profundo e fartamente ilustrado, este livro tem mais uma qualidade essencial: ele nos faz reviver uma época áurea do Rio de Janeiro, guiados pelo texto vibrante e caloroso do autor, um dos maiores conhecedores de música em nosso país.
     
    Copacabana – A Trajetória do Samba-Canção (1929-1958), de Zuza Homem de Mello. Editora 34/Edições Sesc, 512 páginas. preço sugerido: R$ 75
     
    No YouTube, temos uma entrevista com Zuza, seu bom humor e sua lucidez sobre o livro. Lá pelo minuto 11, ele explica a unicidade de Copacabana.
     
    maxresdefault
     
    Leia resenha do Jornal do Comércio, do Recife, aqui, que fala de como Dick Farney eternizou este casamento.
     

    Texto e pesquisa de Marko Ajdaric.
    https://www.facebook.com/marko.ajdaric.79

    Material exclusivo do Sindicato dos Médicos da Bahia. Não se autorizam cópias, no todo ou em parte.



    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.