Governo do Estado suspende desconto em folha e prejudica médicos

Postada em 5 de junho de 2017 as 15:38
Compartilhe:


Na última semana, o Governo do Estado, de maneira abrupta e irresponsável, suspendeu as consignações dos médicos estatutários ao Sindimed. A medida, ao que tudo indica, vem como retaliação a uma série de manifestações, promovidas pelo Sindicato, que vinha denunciando a política de reajuste zero praticada pelo governo Rui Costa, que impõe duro arrocho a todo funcionalismo estadual.

O Sindimed, por exemplo, está veiculando campanha publicitaria – através de outdoor, chamadas em rádio e TV -, cobrando a regularização dos vínculos, cumprimento do PCCV e reajuste salarial. Para mais detalhes sobre a campanha, clique aqui.

A medida tomada pelo governo afronta a Constituição Federal, porque é uma tentativa de tolher a autonomia e a independência sindicais que a legislação máxima do País garante aos trabalhadores. O ataque não se restringe ao Sindimed, mas atinge todos os sindicatos com servidores estaduais em suas bases.

Com o intuito de regularizar essa situação, o Sindicato está promovendo ações jurídicas e políticas para reverter a medida arbitrária do governo. Em paralelo está fazendo recadastramento dos médicos sindicalizados, através de telemarketing e visitas às unidades de saúde (veja no final da matéria como se recadastrar).

Médicos diretamente prejudicados

O corte abrupto prejudica diretamente o médico, que sem o desconto deixa de ter direito aos serviços e proteções do Sindicato, ficando exposto em caso de eventual necessidade. Muitos colegas fazem uso contínuo da estrutura de contabilidade fornecida pelo Sindimed e também da assistência jurídica.

O não desconto das mensalidades acarreta a perda de direito às liminares conseguidas pelo Sindimed, a exemplo da que garante a manutenção da última classe para fins de cálculo da aposentadoria.

A suspensão do repasse das mensalidades também reflete negativamente sobre a categoria, uma vez que, sem recursos financeiros, muitas das ações de organização e mobilização promovidas pelo Sindicato ficam prejudicadas.

Regularize o quanto antes a sua sindicalização. Imprima a FICHA de recadastramento, preencha, assine, envie para o email sindimedba.financeiro@gmail.com ou sindimedsindicalizacao2014@gmail.com, e entre em contato com o Sindicato, através do telefone 3555-2561 (direto – Myriam) ou 3555-2555 (PABX). Uma equipe está disponível para recolher a ficha pessoalmente no seu local de trabalho, consultório ou residência.

 



4 respostas para “Governo do Estado suspende desconto em folha e prejudica médicos”

  1. Maria das gracas de rojas vianna disse:

    SABER SE MEU NOME FOI COMPULSORIAMENTE RETIRADO.MARIA DAS GRAÇAS DE ROJAS VIANNA.SOU SINDICALIZADO FAZ ANOS E JÁ FIZ USO DO SETOR JURÍDICO.

    • Flavia Vasconcelos disse:

      Dra, a senhora precisa se recadastrar. O recadastramento pode ser feito por email (a ficha está disponível no nosso site) ou vir ao Sindimed. Qualquer dúvida, favor ligar para 3555-2561.

  2. Antonia Maria Carvalho de Cerqueira disse:

    Absurdo!
    Pra mim, estamos passando pelo pior momento de nossas vidas, como médicos e funcionários público!
    É direito nosso, consignar um percentual para o nosso sindicato e eu não vou abdicar desse direto!
    Vamos à luta…!

  3. NÃO SE TRATA DE UM GOVERNO SOCIALISTA? ONDE ESTÁ A VONTADE POLÍTICA, EM BENEFICIAR ÀQUELES QUE SÃO AMPARADOS PELAS AÇÕES SINDICAIS? COMO MÉDICO, QUE JÁ PARTICIPOU DOS MOVIMENTOS EM BENEFÍCIO DA CATEGORIA, INCLUSIVE COMO DIRETOR DO SINDIMED, GOSTARIA DE QUE O SECRETÁRIO DA SAÚDE, FIZÉSSE UM PRONUNCIAMENTO EM FAVOR DA CATEGORIA.

    REINALDO MACHADO
    MÉDICO E JORNALISTA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.