• Sindicato dos médicos
    Sindimed Sindimed

    Protesto: médicos de Camaçari querem prefeito na mesa de negociação

    Postada em 6 de fevereiro de 2018 as 18:01
    Compartilhe:


    Um protesto reuniu os médicos do município de Camaçari em frente à prefeitura na manhã desta terça-feira (6). Uma exposição de fotos das condições degradantes em que se encontram as unidades de saúde, entre elas a Policlínica e um dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), foi montada na escadaria do órgão. Fotos de banheiros interditados, paredes mofadas, infiltrações, portas e janelas quebradas fizeram parte da exposição, batizada de Mural da Vergonha e chamaram a atenção dos transeuntes e da TV Câmara, que registrou os detalhes e entrevistou médicos e a população.

    Francisco Magalhães disse que a mobilização está forte

    O foco principal do protesto desta terça-feira foi exigir do prefeito Elinaldo Araujo a realização de uma mesa paritária de negociação para discutir e, quem sabe, por fim a greve que já dura mais de um mês. Durante todo este tempo, os médicos vem recebendo apoio da população, que reconhece a importância e urgência da pauta de reivindicações. Pauta esta que coloca como prioridade o direito à saúde de qualidade e a valorização do trabalho médico.

    Uma prova do apoio da população ao movimento grevista pôde ser conferida naquela manhã. O microfone dos médicos passou a ser dividido com pessoas que, a todo o momento, pediam para expor suas dificuldades em realizar exames, agendar consultas e adquirir medicações, além de reclamar da estrutura precária das unidades, corroborando assim com as queixas da categoria.

    Exposição de fotos destacou precariedade da Policlínica

    O presidente do Sindimed, Francisco Magalhães, presente na manifestação, ressaltou que o sindicato vem recebendo constantemente denúncias de médicos que trabalham no município. A mais recente partiu de uma unidade em Abrantes, onde faltou atadura engessada, forçando os médicos a improvisarem com papelão.

    Os profissionais finalizaram o protesto na Policlínica, onde distribuíram informativos da greve a pacientes e transeuntes e cederam entrevista para o programa Camaçari TV. Uma nova assembléia será realizada hoje, às 19h30, no Sindimed, para discutir os encaminhamentos do movimento.

    Usuários deram apoio ao movimento por melhorias na saúde



    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.