Médicos do município e do estado iniciam campanha salarial

Postada em 4 de junho de 2019 as 21:17
Compartilhe:


As duas assembleias realizadas na noite desta terça-feira (04), abordaram as estratégias a serem adotadas nas campanhas salariais dos médicos servidores do município de Salvador e também dos médicos estatutários do estado, vinculados à Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

Segundo os cálculos apresentados pelo Sindimed-BA, com base no IPCA, a recomposição salarial para ambos os segmentos já chega a 13,34%, considerando que não houve qualquer repasse dos índices inflacionários dos últimos quatro anos, o que configura um arrocho insuportável na remuneração.

Outra reivindicação discutida foi a necessidade de recomposição do auxílio alimentação que, segundo números do IBGE, atinge 18,41% de defasagem, também face ao longo período em que não tem seus valores corrigidos.

Condições de trabalho no município

Após as abordagens da questão salarial, diversos problemas que vem sendo enfrentados nos locais de trabalho foram relatados pelos médicos, a exemplo da falta de critérios claros e uniformes no sistema de registro do ponto eletrônico, especialmente para os médicos do município.

Além disso, o Sindicato recebeu a denúncia de que a Secretaria Municipal de Saúde está em vias de implantar nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), ações inerentes ao Programa Saúde da Família (PSF), como as visitas domiciliares, o que é inaceitável.

Desrespeito da Sesab

Outras denúncias que têm chegado ao Sindimed se referem ao descumprimento do pagamento do adicional de penosidade e insalubridade aos médicos do estado, em vários locais onde é devido. Quanto a isso, Sindicato irá verificar os casos relatados, para tomar as medidas cabíveis, inclusive a judicialização da questão para assegurar que o direito dos médicos não seja desrespeitado.

No âmbito das medidas jurídicas, também no âmbito da Sesab, o Sindimed já estuda a possibilidade de impetrar ação na Justiça cobrando a recomposição dos salários, dada a situação insuportável e desrespeitosa da perda do poder aquisitivo das remunerações.

Os médicos do estado seguem em assembleia permanente e os profissionais do município também aprovaram a instalação dessa condição de mobilização que permite maior agilidade na deliberação de ações da campanha salarial.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Denuncie quem não paga:

Acompanhe o Sindimed:

    
  • [yop_poll id=”1″]

  • Enquete

    Novos Convênios

    O Sindimed está atualizando e ampliando sua carteira de convênios e parcerias.

    Participe dessa enquete fazendo sugestões de produtos e serviços que você gostaria de ver incluídos no Guia de Convênios do Sindicato.

    A exemplo de: Cursos, Escolas, Lojas,Restaurantes, Salões de Beleza, Postos de Gasolina etc...



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.