• Sindicato dos médicos
    Sindimed Sindimed

    Riachão do Jacuípe: mobilização rápida dos médicos garante direitos

    Postada em 22 de janeiro de 2018 as 20:58
    Compartilhe:


    A agilidade na mobilização dos médicos e a unidade em torno de seus direitos foram determinantes no Hospital Municipal Dr. Lauro Costa Falcão, em Riachão de Jacuípe, para impor um recuo na intenção dos gestores em cortar postos de trabalho e reduzir salários.

    Em reunião, nesta segunda (22), com os dirigentes do Instituto de Saúde e Assistência Social (ISAS), responsáveis por gerir e administrar o hospital, foi firmado um acordo que permitiu a retomada dos plantões que haviam sido suspensos pelos médicos.

    Ficou estabelecida a manutenção dos médicos no serviço, nos mesmos moldes que já vinham ocorrendo, com os mesmos dois plantonistas a cada 24h, assim como foi mantida a mesma base salarial. Isso por um período de dois meses, quando devem ocorrer novas negociações.  

    Quanto aos salários atrasados, a previsão da empresa é de dar quitação ainda esta semana. E no que se refere à falta de insumos e medicamentos, a empresa se comprometeu com a regularização imediata.

    O que ocorreu

    O problema aconteceu no último final de semana, quando o ISAS anunciou que iria reduzir o número de plantonistas e rebaixar a remuneração dos profissionais. Assim que tomaram conhecimento, os médicos entraram em contato com o Sindimed, informando a intenção de suspender de imediato os atendimentos.

    No domingo mesmo, dia 21, o Sindimed deu as orientações sobre a legitimidade da paralisação e colocou à disposição sua estrutura jurídica para respaldar a suspensão dos plantões. Informou ainda aos médicos que notificaria, na segunda (22), o Cremeb, o Ministério Público Estadual e Ministério Público do Trabalho, denunciando a situação.

    No entendimento do Sindicato mais que um movimento cívico, a paralisação tem toda legitimidade, contra os abusos dos gestores que afrontam a dignidade do trabalho. Com base no Código de Ética Médica, que não deixa dúvidas quanto a postura a ser tomada nestes casos, o Sindimed também se posicionou no sentido de que nenhum colega aceitasse substituir os plantões.

     

    Clique AQUI para ver mais repercussão da paralisação na imprensa.

     



    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.