• Carreata leva protestos dos médicos de Ondina ao Farol de Itap...

    O movimento em defesa da dignidade do trabalho médico, e dos seus vínculos, organizado p[...] Saiba +
  • Nova assembleia contra o desligamento dos vínculos CLT que a S...

    O Sindimed-BA convoca nova assembléia contra as demissões, desligamento dos vínculos CL[...] Saiba +
  • Sindimed obtém importante liminar que impede redução de prov...

    Mais uma iniciativa do Sindicato resulta em grande benefício para médicos aposentados da[...] Saiba +
  • Demissão de médicos “tamanho G”...

    É impressionante a falta de sensibilidade e de cuidado com a saúde coletiva por parte do[...] Saiba +
  • Diga NÃO À PEJOTIZAÇÃO: apoie esta campanha...

    Diante da crescente precarização dos vínculos de trabalho dos médicos, o Sindimed-BA l[...] Saiba +
  • Entidades médicas pedem audiência com o governador em carta a...

    CARTA ABERTA AO GOVERNADOR RUI COSTA Salvador, 8 de abril de 2021. Ao Governador do Estado[...] Saiba +
  • Informe aos médicos...

    O Sindimed-BA está atento às investidas do Governo da Bahia contra os vínculos de traba[...] Saiba +
  • Não faltam médicos na Bahia: manifesto das Entidades Médicas...

    As três entidades médicas da Bahia – Sindimed, Cremeb e ABM -, subscrevem documento co[...] Saiba +
  • Governo do Estado não assume suas responsabilidades e tenta cu...

    Mais uma vez o Sindimed-BA tem que vir a público para rebater uma fala irresponsável pro[...] Saiba +
  • O Governo do Estado acaba de informar a contratação de uma empresa para atuar em serviços médicos hospitalares de anestesia, no Hospital Geral Ernesto Simões. A publicação saiu no Diário Oficial do dia 30 de janeiro de 2021. É preciso muita atenção, neste momento, para que os vínculos de trabalho sejam respeitados. A substituição de profissionais CLT por PJ deve ser evitada, bem como a transformação dos vínculos de trabalho dos médicos que já atuam no serviço não deve ser aceita. Os médicos que estão com contratos CLT suspensos devem retornar com CLT e não com vínculos precários. Após o fim de período em que havia acordo para manutenção de vínculos trabalhistas em regime CLT nesse hospital, médicos passam a ser contratados para atuar como pessoa jurídica. Essa pejotização, que nunca trouxe vantagens para a classe médica, hoje representa desvantagens muitas vezes intransponíveis, seja no aspecto da valorização do trabalho médico, seja na situação em que os profissionais necessitarão buscar solução para compromissos contratuais não respeitados, a exemplo da data de pagamento dos honorários médicos, cada dia menos respeitado nesse tipo de vínculo.

    Mudança da empresa gestora não pode precarizar contratos de t...

    O Governo do Estado acaba de informar a contratação de uma empresa para atuar em serviç[...] Saiba +

Seguro Saúde

Vacinação

Perdeu seu posto de trabalho?

COVID-19 EPIs

Denuncie quem não paga:




Acompanhe o Sindimed:

    


  • sindimed.com.br ©2019 Todos os direitos reservados.